nome blog

Blog Café Fácil - O melhor conteúdo sobre Soluções em Café
07 abr

Empresários apostam na produção de cosméticos à base de café em MG

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

Empresários apostam na produção de cosméticos à base de café no Sul de Minas (Foto: Viola Júnior)

Empresários apostam na produção de cosméticos à base de café no Sul de Minas (Foto: Viola Júnior)

Amargo, doce, no copo, na xícara, na pele ou nos cabelos. A descoberta de novos benefícios do café vem aumentando o leque de opções na utilização dos grãos e movimentando um setor que nada tem a ver com o paladar. De uns anos pra cá, a indústria de cosméticos decidiu apostar em produtos a base de cafeína e descobriu diversos benefícios para a pele, mas essa “descoberta” é um pouco mais antiga do que imaginavam.

Há registros que, já no século XIX, os russos ofereciam em suas casas de banho, grãos de café para massagem em seus clientes, com intuito de uma leve esfoliação utilizando o óleo natural do fruto. O efeito desintoxicante desta combinação resultava em uma pele brilhante e muito mais hidratada.

De bebida mais consumida no mundo a um poderoso protetor de pele, produtos à base do café fazem sucesso (Foto: Viola Júnior)

De bebida mais consumida no mundo a um poderoso protetor de pele, produtos à base do café fazem sucesso (Foto: Viola Júnior)

Em Guaxupé, uma farmacêutica especialista em cosméticos decidiu entrar de cabeça no negócio e montar uma indústria especializada somente em produtos à base de café. Com 22 anos no ramo de farmácia de manipulação, Rita Queiroz Sabbag conta que sempre teve um sonho de trabalhar com o produto originário do óleo da cafeína.

“A tendência atual é utilizar tudo o que é vegetal e o óleo do café é riquíssimo em várias propriedades. Porém, no início, a intenção era usar aquele café que sofreu a ação da chuva e não serve para beber, mas com estudos realizados pela Unicamp (Universidade de Campinas), chegou-se a um blend mesclando os melhores cafés com grãos verdes gerando um óleo com propriedades ricas em tocoferóis, vitaminas, e ácido clorogênico” diz a cosmetóloga.

Ela explica que “a prensagem dos grãos verdes gera uma biomassa chamada de ‘torta’, que é um excelente esfoliante vegetal usado em sabonetes e cremes e que a estrutura molecular do óleo do café tem afinidade com a gordura de nossa pele protegendo-a das ações do tempo”. Hoje a indústria da empresária completa 4 anos e já produz dezessete variações de produtos oriundos do enriquecimento de fórmulas à base do óleo e torta do café. “Outra grande vantagem de se trabalhar com esse novo nicho de mercado é a farta matéria prima encontrada na região que mais produz café no planeta, o Sul de Minas”, diz Rita.

Essa união da cafeína com o mundo dos cosméticos proporcionou equilibrar o valor do produto final que, não chega a ser nada exorbitante em relação a outras matérias primas. “No exterior, os preços dos produtos são muito elevados devido a taxas, impostos e transportes. Na Europa, somente pessoas de ‘classe A’ conseguem comprar, aqui a gente pode se lambuzar”, ressalta a farmacêutica.

Em relação à aceitação dos produtos no mercado, Rita conta que lançou os cosméticos em 400 drogarias do Sul de Minas e ficou feliz com o resultado: “Todos que compraram voltaram novamente para a recompra”, diz a empresária. Segundo estudos, um creme anti-celulite chegou a 83% e o anti-rugas a 95% de eficácia comprovados. “O fato de conduzir uma indústria com padrões farmacêuticos, gera produtos exclusivos que variam de fórmula para fórmula dependendo do que se propõe. Se for um produto cicatrizante, usa-se maior concentração de óleo, se for somente proteção é outra concentração”, diz ela.

Empresária lançou produtos em 400 drogarias e gostou do resultado (Foto: Viola Júnior)

Empresária lançou produtos em 400 drogarias e gostou do resultado (Foto: Viola Júnior)

Rita Sabbag enfatiza ainda o valor da utilização de produtos vegetais e sustentáveis. “Hoje, o consumidor usa produtos de óleo mineral, que é a base de petróleo e demora anos para se decompor”.

O Brasil é o terceiro maior mercado consumidor mundial do setor, atrás apenas da China e dos Estados Unidos. Ainda não existe dados de faturamento do segmento que utiliza a cafeína como matéria prima, mas a nova tendência mundial para a utilização de produtos vegetais, faz com que o café seja, cada vez mais, um grão multiuso e alvo de pesquisas. O que se sabe é que a força do café das montanhas do Sul de Minas está contribuindo muito além da degustação ou beleza, mas também para geração de mais empregos, diversidade econômica e saúde.

Fonte: G1 Sul de Minas (Por Viola Júnior)

29 mar

Estudo indica que café ajuda a prevenir o Alzheimer

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

 

Em testes com ratos, um grupo dos Estados Unidos identificou a cafeína como substância promissora

28/03/2017 – A demência é uma complicação capaz de prejudicar consideravelmente a qualidade de vida de idosos. No planeta, cerca de 46 milhões de pessoas são acometidas por ela. Um universo de pacientes que motiva cientistas a encontrar soluções para o problema. Em testes com ratos, um grupo dos Estados Unidos identificou a cafeína como substância promissora. A investigação, apresentada na semana passada na revista Scientific Reports, ainda é inicial, mas surge como uma esperança para a criação de medicamentos que possam proteger o cérebro de danos cognitivos.

Em trabalhos anteriores, a equipe descobriu que a enzima NMNAT2 tem duas ações benéficas ao cérebro: protege os neurônios do estresse e realiza um fenômeno chamado chaperone, que é o combate ao acúmulo de proteínas tau, complicação ligada ao Alzheimer e a outras demências. “Ela é um fator-chave de manutenção neuronal. Um robusto sistema de manutenção é necessário para manter os neurônios saudáveis e protegê-los do estresse ao longo de nossa vida. Nosso estudo publicado no ano passado foi o primeiro a revelar a função chaperone na enzima”, detalha Hui-Chen Lu, líder da pesquisa e professora do Departamento de Ciências Psicológicas e Cérebro da Universidade de Indiana, nos Estados Unidos.

Em análises paralelas, os cientistas avaliaram o cérebro de 500 idosos submetidos a testes cognitivos frequentes até morrer. Os investigadores detectaram níveis mais elevados de NMNAT2 naqueles com maior resistência ao declínio cognitivo. “Vimos também que as pessoas com uma quantidade menor da enzima foram mais propensas a sofrer de demência, sugerindo que a NMNAT2 ajuda a preservar neurônios relacionados com a aprendizagem e a memória”, detalha a autora do estudo.

Hui-Chen Lu e a equipe saíram em busca de alguma substância que pudesse ajudar a aumentar a quantidade da enzima no cérebro. Testaram 1.280 compostos em ratos. Como resultado, a cafeína e outros 23 compostos mostraram o potencial almejado pelos pesquisadores, com a primeira sobressaindo. O rolipram também se mostrou promissor, mas esse antidepressivo parou de ser produzido na década de 90 devido aos efeitos colaterais.

Para confirmar o efeito da substância presente no café, os investigadores a administraram em camundongos modificados geneticamente para produzir níveis mais baixos de NMNAT2. “Os ratinhos que receberam a cafeína começaram a produzir os mesmos níveis da enzima que os ratinhos sem o problema”, resume a autora. “Esse trabalho poderia ajudar a avançar esforços para desenvolver medicamentos que aumentem os níveis dessa enzima no cérebro, criando um químico capaz de bloquear os efeitos debilitantes de diversas doenças neurodegenerativas.”

Fase inicial Para Amauri Araújo Godinho, neurologista e neurocirurgião do Hospital Santa Lúcia, em Brasília, e membro titular da Sociedade Brasileira de Neurologia (SBN), o trabalho norte-americano é interessante, mesmo em uma etapa bastante inicial. “Esse mecanismo de acúmulo das células tau é conhecido, e uma substância que evite isso seria algo bastante valioso. Mas os resultados ainda são muito experimentais”, pondera. “Outro ponto que temos que ressaltar é que não podemos especificar que o mesmo efeito benéfico ocorra em todas as doenças. O Parkinson, por exemplo, não tem sintomas de demência. No caso da doença de Huntington os problemas também são outros”, ressalta.

O médico, que não participou do estudo, também destaca que a escolha da cafeína foi uma estratégia inteligente. “Sabemos que drogas clássicas, como os benzodiazepínicos – o Rivotril e o Lexotan, por exemplo –, prejudicam a formação da memória e que esse efeito é contrário em estimulantes, como a cafeína, a cocaína e a ritalina. Por isso, esse resultado era esperado, é um raciocínio bastante lógico”, ressalta. Godinho também aposta que o trabalho possa ajudar na criação de medicamentos. “Talvez não só a cafeína, mas também esse antidepressivo que se mostrou muito promissor, sirva como base para que os cientistas copiem seu efeito”, opina.

Os autores darão continuidade à pesquisa. Outro ponto importante a ser explorado, segundo eles, é entender por que a enzima NMNAT2 sofre diminuição no corpo humano. “Aumentar nosso conhecimento sobre os caminhos no cérebro que parecem naturalmente causar o declínio dessa molécula é tão necessário e tão importante quanto a identificação de compostos que poderiam desempenhar um papel no tratamento desses transtornos mentais debilitantes”, justifica a autora.

..

28 mar

RECEITA: Dica para quem gosta de cebola: confitada em café e vinho do Porto

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

Dica para quem gosta de cebola confitada em café e vinho do Porto

Excelente acompanhamento para carnes, legumes, sanduíches ou hambúrgueres, a cebola pode dar um toque especial aos pratos. Pensando nisso, a Melitta tem uma sugestão bem saborosa, fácil de preparar e que ainda entrega o máximo prazer do café: cebola confitada em vinho do Porto e café. Aprenda como faz:

Ingredientes

4 cebolas médias em rodelas finas (550 g)

8 dentes de alho sem casca (24 g)

4 ramos de tomilho

3 folhas de louro

2 colheres (chá) de sal (5 g)

1 colher (sopa) de pimenta-do-reino em grãos (8 g)

5 colheres (sopa) de azeite de oliva (50 g)

200 ml de vinho do Porto.

100 ml de café coado Melitta

Para acompanhar: lagarto cozido e tomate-grape grelhado.

Ervas frescas para decorar.

Modo de Fazer  

1. Coloque em uma panela de barro ou de ferro (ou qualquer panela que possa ir ao forno) a cebola, os dentes de alho, o tomilho, o louro, o sal e a pimenta-do-reino. Regue com o azeite de oliva, o vinho do Porto e o café coado Melitta. Tampe a panela.

2. Leve ao forno preaquecido em temperatura média (180°C) por 1 hora e 10 minutos ou até as cebolas ficarem macias. Retire do forno.

3. Sirva com lagarto fatiado e tomate-grape grelhado. Decore com ervas.

24 mar

Café: 10 diversos modos de saboreá-lo no mundo todo

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

O café é a bebida mais consumida no mundo, depois da água, é claro. Café se consome em, praticamente, qualquer lugar, a qualquer hora do dia.

Tem quem beba café para acordar de manhã e quem tome café durante o dia, no lanche da tarde, após o almoço e até antes, ou depois, do jantar. Café é uma bebida de socialização, apesar da cafeína, que induz ao relaxamento e a momentos de despreocupação.

Todos os dias são consumidas 1,6 bilhões de xícaras de café, é impressionante! Na Europa, por exemplo, você poderia pensar que o país onde mais se toma café seja a Itália mas, não, é na Finlândia, com um consumo de 12 kg por pessoa, ao ano, tanto quanto a média brasileira urbana.
Uma breve história do café

A planta, Coffea arábica, é nativa da Etiópia e, não se sabe ao certo quando foi descoberta ou domesticada. Enfim, o café está no consumo humano a mais tempo do que a história lembrada mas, é provável que essa história tenha começado antes do século VI pois, nesta época já havia referências ao seu uso e cultivo no Iêmen.

Diz a lenda que, a origem (da descoberta e uso) do café se deve a um rebanho de cabras que, ao provarem das frutinhas vermelhas do arbusto, ficavam mais dispostas para o sobe-desce das montanhas etíopes, saltando e cabriolando com muito mais ânimo. Esse fato chamou a atenção do pastor que resolveu experimentar a tal frutinha, e gostou. Pode ser verdadeira a lenda mas, não explica a expansão deste grão e seu uso, pelo mundo todo, com certeza.

Através do comércio, o café logo alcançou a outra margem do Mar Vermelho, no Iêmen e, a partir daí, se espalhou para toda a península árabe. E, a partir do final do século XVI o café já atingia todo o mundo islâmico, incluindo o Norte da África, Pérsia e Turquia, tornando-se um importante produto de exportação em todo o Império Otomano. Na Europa, o café entrou a partir do Império Austro-húngaro, ao final do século XVII. Parece que os turcos, ao abandonarem Viena, deixaram na cidade uma série de sacos de grãos de café que foram confundidos com “comida para camelos”. Em 1683 aparece a primeira cafeteria europeia, o “Fiasco Blu”, na Itália fazendo uso dos grãos turcos abandonados e, para comemorar o fim do império otomano, servia bolos em forma de lua crescente, os croissants.
Métodos diferentes de se fazer um simples café

Na Itália o café é sinônimo de expresso, em todas as suas variantes – café de máquina, feito sob pressão a uma temperatura alta, com leite ou sem, com espuma ou sem, puro e forte, até com lasca de limão. Isso é um expresso italiano.

Falamos da Itália pois o café italiano é supremo e, um dos primeiros a ter fama, na Europa toda.

Mas, o café muda de jeito em cada país onde é feito – pode ser bebido frio ou quente, durante o ano todo, com leite, creme ou licores mas, a principal diferença está na moagem e grau de tostagem e, claro, no método de extração da essência, na temperatura da água, no tipo de coador, e por aí vai.

Os diferentes métodos de extração dão diferentes potencialidades aromáticas e de sabor. O método italiano, expresso, por alta pressão, é rápido e permite a destilação integral, dizem eles, dos diferentes sabores da mistura, aumentando o aroma e reduzindo o teor de cafeína. Dizem eles pois, para nós, brasileiros, o café mais aromático continua sendo aquele feito no coador, devagarinho.

Outras maneiras de se fazer são a francesa, por pressão descendente de um êmbolo e o sistema turco, de decocção do pó.
Café, como é preparado no mundo
cafe expresso
1. Áustria

Como vimos, na Europa o café foi introduzido pelos austríacos, através do contato com os turcos. A partir dos anos 700 foram os austríacos a manter o cetro de mestres de café, e também foram os primeiros a criarem cafeterias, lugares específicos para saborear esta bebida aromática.

Com a invenção da máquina de espresso por Luigi Bezzera, no entanto, as coisas mudaram rapidamente. Estamos no início de 1900, em 1901, para ser exato. Desde então, o café austríaco experimentou um declínio implacável em favor do italiano.

Hoje, em nenhum lugar na Áustria você consegue beber um café preto com uma nuvem de leite ou creme. Uma versão interessante é o fio de mescla, antepassado do cappuccino, que é queimado superficialmente com um isqueiro, uma tostadura leve da espuma de leite. A mistura Wiener prevê a adição de creme e, às vezes, até mesmo de uma gema de ovo.
2. França

O café francês é preparado em uma máquina especial equipada com um êmbolo de pressão. Com esse método pode-se obter uma bebida mais intensa e rica em cafeína. A vantagem desta máquina de café é a capacidade de ajustar a força do café preparado, variando a quantidade de café em relação à de água.

Uma vez que você serviu o café e água quente na parte inferior do recipiente especial, cubra com a tampa e espere 3 ou 4 minutos. Após esse tempo, vá apertando, devagarinho, o êmbolo para permitir que o pó de café assente no fundo e o líquido passe pela peneira superior. O café assim obtido está pronto para ser degustado.

café 2
3. Irlanda

Famoso em todo o mundo, o irish coffee é preparado com café, açúcar mascavo, chantilly e whisky irlandês. Esta é uma receita bastante recente, inventada por um bartender do Aeroporto Shannon em 1942. O bartender criativo teve a ideia de oferecer esta bebida para aquecer os viajantes de um avião da Pan Am cujo voo foi adiado devido ao mau tempo.
4. Escandinávia

Na Noruega e outros países escandinavos, o café é preparado de forma bastante bizarra, para nós, mas muito gostoso, ao que parece: primeiro se moem os grãos de café, mistura-se com um ovo inteiro e se bate. Depois, se junta mais água quente e logo, põe-se tudo na panela de água fervente, mexendo sempre para aglutinar. Coa-se e bebe-se. Estranho, né?

5. Turquia

O café turco se espalhou por todo o Oriente Médio. O pó deve ser moído muito fino. Ferve-se a água com açúcar, junta-se o pó e, cardamomo. Deixa-se ferver um minuto. Deixa-se o pó assentar no fundo e se serve com cuidado para não ir resíduo para a xícara. Este é um café rico em cafeína e muito aromático. As borras de café são usadas na previsão do futuro, uma arte adivinhatória turca.
6. Estados Unidos

O café dos americanos do norte é um café aguado (a receita diz que é preciso diluir um expresso no dobro de água que normalmente se usa), coado em coador ou filtro de papelão.
7. México

No México, o Café de Olla é preparado em uma panela de barro (olla), e aromatizado com canela. Deve-se derramar a água no barro, junto com o pau de canela e açúcar de cana ou piloncillo (açúcar marrom muito escuro feito a partir do melaço). Deixar ferver e despejar o pó de café, mexer e desligar o fogo. Deixar 3 a 4 minutos em infusão, coar numa peneira de malha fina. Este café deve ser bebido quente.

café 3
8. Senegal

No Senegal fazer café é um ato ritual. O café é considerado um remédio e, a sua preparação é acompanhada de orações especiais. Ao café se denomina Touba em homenagem à cidade sagrada e se prepara em um copo com uma parte de açúcar, três partes de café, temperado com pimenta e cravo torrado.
9. Vietnã

O Vietnã é o segundo maior produtor de café do mundo, depois do Brasil. O café vietnamita é uma bebida com um sabor verdadeiramente único preparado com água em ebulição e café moído grosso ao qual se adiciona gelo ou leite condensado. A filtragem do café no Vietnã é feita numa máquina especial, de filtragem ascendente que promove uma destilação gota-a-gota.
10. Hong Kong

Em Hong Kong o café é uma combinação de leite e chá preto, para além do café propriamente. Lá é chamado de Yuanyang e é preparado por ebulição, com adição de leite e açúcar, o chá é preparado à parte, em infusão junto com o café. A cadeia Starbucks lançou, em 2010, sua própria versão no mercado de Macau e Hong Kong.

Com informações do site GreenMe

14 mar

Café contra Alzheimer? Cafeína estimula enzima que protege contra demência

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

14/03/2017  Pesquisadores identificaram 24 compostos que estimulam uma enzima do cérebro capaz de nos proteger da demência.

E a notícia é boa para os amantes de café! Uma das substâncias benéficas é a própria cafeína, de acordo com os cientistas da Universidade de Indiana, nos Estados Unidos.

O grupo de cientistas descobriu ano passado que a enzima protetora, chamada NMNAT2, tem duas funções no cérebro: proteger os neurônios do estresse e combater o acúmulo da proteína Tau.

Eliminar a proteína Tau é muito importante, já que ela está associada a doenças neurodegenerativas, como o Alzheimer. Uma alteração na Tau é responsável pela morte de neurônios e combater a proteína pode ser uma alternativa para evitar o Alzheimer.

Com as informações descobertas em 2016, a equipe passou a testar substâncias para ver se elas aumentavam a produção da NMNAT2 no cérebro, para proteger os neurônios e acabar com a Tau.
Foram analisados mais de 1.280 compostos no estudo, publicado na revista Scientific Reports, e 24 deles aumentaram a produção de NMNAT2 no cérebro.

Qual foi a substância mais bem-sucedida? Cafeína
Para confirmar, os pesquisadores deram cafeína para camundongos modificados que produziam baixos níveis de NMNAT2. Como resultado, com o café os ratinhos começaram a produzir os mesmos níveis de enzima que ratos normais.

Além de ajudar na produção de NMNAT2, a cafeína também melhorou a memória de ratos geneticamente modificados para produzir altos níveis de Tau.

Outro composto que impulsionou fortemente a produção da enzima no cérebro foi o rolipram, um medicamento cujo desenvolvimento como antidepressivo foi deixado de lado na década de 1990.

Também foram positivos os testes com ziprasidona, cantharidina, wortmannina e ácido retinóico. O efeito do ácido retinóico, derivado da vitamina A, também teve bom resultado.

“Aumentar nosso conhecimento sobre os caminhos no cérebro que parecem causar naturalmente o declínio desta proteína necessária é tão importante como a identificação de compostos que poderiam desempenhar um papel no futuro tratamento desde transtornos mentais debilitantes”, afirma Lu.

Fonte: UOL Saúde

11 mar

Conheça o café, produto indispensável à mesa de praticamente todo brasileiro.

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

0,,22727010,00

Então pegue sua xícara de café e vejamos algumas curiosidades sobre o Ouro Preto do Brasil.

1- O café é a segunda bebida mais consumida no mundo, perdendo apenas para a água.

2- Seu cultivo ocorre em países quentes da America, Ásia e África.

3- A origem da palavra café produz algumas divergências. Alguns historiadores acreditam que tenha surgido de Kaffa, suposto local de origem da planta, outros sustentam que o termo provém da palavra árabe qahwa  que significa vinho.

4- Trata-se do segundo elemento mais comercializado do mundo. O petróleo é o primeiro.

5- Seu nome cientifico é Coffea Arabica.

6- Foi descoberta por volta de 525 no interior da Etiópia. Sendo a primeira referencia sobre seu uso comestível datado de 575 nos manuscritos do Iêmen que falam acerca da lenda de Kaldi, onde um pastor notara que suas ovelhas ficaram mais espertas depois que consumiram a estranha planta.

7- Os etíopes se alimentavam de sua polpa doce, por vezes macerada, ou misturada em banha, para refeição. Seu suco também poderia ser fermentado para ser transformado em bebida alcoólica.

8- O café foi incluído na legislação Turca onde as esposas poderiam pedir divorcio caso os maridos não provessem a casa de uma cota especifica do produto.

9- Chegou a ser proibido em Meca pelo governado Khair Begem 1511, Murad III (1574-1595) e pelo sultão Murad III (1574-1595) que o considerou “bebida do diabo”. A igreja católica também o demonizou por ser oriundo do lado pagão do mundo, o Oriente.

10- Foi santificado pelo papa Clemente VIII que propôs batizar a bebida para torná-la cristã…é serio, de verdade!

11- As primeiras mudas da Europa foram conquistadas pela Holanda em 1616.

12- O café tornou-se requinte nas mesas palacianas após o embaixador turco Suleiman Aga ter presenteado Luís XIV rei da França com grãos de café.

13- O café no Brasil era servido com bolos de fubá, broinhas, polvilho ou bolinhos de tapiocas.

14- No inicio o tradicional café com leite e pão com manteiga era garantido apenas para quem tinha grana suficiente para pagar o auto preço do trigo e da manteiga.

15- Desde sua origem, no Oriente, sempre existiram casas especializadas em servir a bebida.

16- O café que chegou ao Brasil no século XVIII, proveniente da ilha Martinica que pertenciam à França. Segundo a tradição, o produto foi contrabandeado pelo português Franscisco de Mello Palheta que seduziu a esposa do governador da ilha com intuito de conquistar o produto.

17- O termo “café-com-leite” é geralmente aplicado para algo – ou alguém – sem importância ou que não influencia em nada. O termo é bastante antigo. Alguns acreditam que tenha surgido ainda no Brasil colônia para definir os mulatos, meio negros, meio brancos.

18- O termo “Café-com-leite” assumiu importância entre os historiadores para definir um acordo político secreto em vigor durante o período do Brasil Oligárquico – 1894 e 1930 – quando as elites  produtoras de café paulista e leite mineiro controlavam as eleições dos presidentes civis.

19- Desde sua origem o café sempre esteve associado a requinte, urbanização e intelectualidade.

20- Alguns historiadores apontam que o café atrasou a industrialização no Brasil. Outros pensam que o capital adquirido com o café foi fundamental para impulsionar a industrialização.

21- Getulio chegou a ordenar a queima de 80 milhões de sacas de café em função da crise de 1929.

22- O café expresso foi criado em 1906 por George Washington…mas calma, não se trata do presidente do EUA. Este George era um empresário da Guatemala.

23- Existem mais de 25 tipos de café, sendo os mais populares a Robusta, com teor de cafeína mais elevado; e a Arábica, dona de sabor mais suave e quantidade menor de cafeína.

24- Cerca de 25% do café consumido mundialmente é proveniente do Brasil.

25- Baristas são profissionais especializados na preparação de café.

26- A palavra “Cappucino” surgiu no século XVI estando associado a Ordem dos Capuchinhos, reconhecidos por seus capuzes ou Capuccinos , em italiano.

27-  Cafemancia é a adivinhação do futuro através das borras de café.

28- Existem muitas formas de preparar Café. No Japão ele é servido gelado. Na frança, misturado com chicória. No Oriente Médio e na África recebe pitadas de canela, alho ou gengibre. Na Itália pode ter tiras de limão. Na Grécia é servido com um copo de água gelada. Na Alemanha é adoçado com leite condensado ou chantilly, enquanto na Suíça é batizado com Kirsch,um tipo de licor.

29-  Existem muitas pesquisas sobre os benefícios e maléficos do café. Alguns cientistas propõem que a bebida atua no sistema nervoso produzindo estado de alerta, auxilia o coração, diminui a chance de adquirir Mal de Alzheimer e reduziria o nível de açúcar no sangue. Seu exagero, no entanto, provocar taquicardia, agrava lesões no  aparelho digestivo, interfere na absorção de cálcio, escurece os dentes, e provoca insônia. A cafeína também aumenta o poder de anestésicos como aspirina e paracetamol.

30- A cafeína pode ser encontrada em outros produtos além do café. Para você ter uma idéia 240 ml de Café possui de 104 a 192 mg de cafeína, enquanto que a mesma dosagem de energético e chá gelado possuem 70 a 85 mg e 9 a 50 mg respectivamente. Enquanto que 200 ml de Coca Cola, por exemplo, possui 19 mg de cafeína.

Buy Philips sonicare toothbrush heads click: philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush  | sonicare toothbrush heads  | best electric toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | kids toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | replacement toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | Quality sonicare toothbrush heads for sale. |
IT Zertifizierung click: Cisco 700-101 Antwort  | IBM c2010-657 Zertifizierungsprfung  | Oracle 1Z1-117 Antwort  | Oracle 1Z1-511 Prfung  | Cisco 200-125 Zertifizierung  | Cisco 350-080 Zertifizierung  | Cisco 300-135 Zertifizierungsprfung  | Microsoft 070-121 Prfung Frage  | 642-874 Zertifizierung  | 070-346 fragen  | 200-125 fragen  | Oracle 1Z0-144 Zertifizierung  | http://www.exam-qa.de/  | Cisco 300-135 Prfung  | Oracle 1Z0-147 Prfung Antwort  | 642-871 Frage und Antwort  | Microsoft 70-412 Zertifizierungsprfung  | Microsoft 70-315 Prfung Fragen  | Cisco 640-911 Zertifizierung  | IBM 000-106 Frage  | Microsoft 070-121 Prfung  | Microsoft 70-413 Prfung  | Microsoft 70-270 Fragen  | 300-101 Frage und Antwort  | Prfung 200-310  | Prfung 400-101  | 1Y0-201 Zertifizierungsfragen  | Prfung 210-060  | 1V0-601 Zertifizierungsfragen  | Prfung Cisco 640-916  | Prfung 200-105  | Prfung CISSP  | Microsoft 70-515 Prfung dumps  | Cisco 700-501 Zertifizierungsprfung  | Prfung 200-105  | Prfung 300-101  | Prfung 2V0-621D  | Prfung 300-135  | Prfung 300-115  | Prfung 400-051  | Prfung 210-065  | Prfung 100-105  | Prfung 300-320  | Prfung 210-260  | Prfung 300-115  | 210-065 Prfung  | 810-403 fragen  | 101-400 Zertifizierung  | 070-270 Zertifizierung  | Zertifizierung 600-455  | 640-916 Zertifizierung  | Zertifizierung cog-615  | 3101 fragen  | Microsoft 70-411 Zertifizierung  | Cisco 350-030 Zertifizierung  | Cisco 350-030 Zertifizierung  | IBM c2010-652 Frage und Antwort  | 350-020 fragen  | 100-105 fragen  | Microsoft 74-679 Zertifizierung  | OG0-093 Zertifizierung  | 300-075 fragen  | 000-102 fragen  | 000-605 fragen  | 200-125 Zertifizierung  | 640-822 fragen  | 640-460 Zertifizierung  | Cisco 200-125 Frage  | Microsoft 70-178 Zertifizierung  | IT Exam Frage und Antwort.