nome blog

Blog Café Fácil - O melhor conteúdo sobre Soluções em Café
30 ago

5 efeitos terapêuticos do café

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

 

 

Usado por muitos como despertador em dias de muito cansaço, o café pode ser utilizado em outras situações, como em dores causadas por inflamações

(Crédito: Shutterstock.com)

(Crédito: Shutterstock.com)

O abuso da bebida pode reduzir a capacidade de concentração, provocar alucinações nervosas e até mesmo reduzir a fertilidade

O café é um dos produtos mais vendidos do mundo. A cada ano, estima-se que são consumidas em torno de 400 bilhões de xícaras da bebida. Todos os dias, milhões de pessoas iniciam seu dia com uma ou mais porções de café. Os benefícios do grão vão muito além de simplesmente espantar o sono e conhecer seus efeitos é importante, pois nos ajuda a valorizar a bebida e suas conseqüências para nossa saúde.

Veja a seguir os efeitos terapêuticos do café e como apreciá-los:

1. Analgésico

É comprovado que o café tem efeitos positivos para reduzir dor de cabeça e outros mal estares em geral. Para aliviar a dor de uma inflamação de ouvido, por exemplo, consumir pequenas doses de café preto pode ser muito eficiente. Além disso, o café também auxilia na redução de dores desencadeadas por problemas reumáticos ou artrites.

2. Diurético

Devido aos níveis de cafeína presentes no café, consumi-lo pode provocar a vigília, mantendo as pessoas mais alertas, e também combater a retenção de líquidos. Os mesmos resultados podem ser obtidos com outras bebidas, como algumas variedades de chás.

3. Laxante

Todas as bebidas quentes podem funcionar como estimulantes para a digestão, inclusive o café. A vantagem da bebida é que, além de aumentar a temperatura, ela acelera o ritmo cardíaco, o que aumenta a circulação do sangue e o oxigênio no intestino, melhorando consequentemente a digestão. O melhor é tomá-lo alguns minutos depois das refeições, pois ajudará a dissolver alguns alimentos que não foram processados corretamente.

4. Antioxidante

Apesar de seus efeitos ácidos no sistema digestivo, os polifenóis presentes no café o transformam em um poderoso antioxidante, auxiliando na limpeza do sangue das toxinas e metais pesados, com efeitos antienvelhecimentos.

5. Vasodilatador

O café pode ser usado por pessoas que sofrem de problemas de pressão baixa e até mesmo depressão. Porém, nesses casos, seu uso deve ser regulado por um profissional da saúde, já que será administrado como medicamento.

É importante ressaltar que, mesmo com tantos benefícios, o café deve ser consumido com cautela. O abuso da bebida pode reduzir a capacidade de concentração, provocar alucinações nervosas e até mesmo reduzir a fertilidade. Mulheres grávidas, por exemplo, devem consumir, no máximo, duas xícaras por dia ou evitar completamente a bebida.

Fonte: Universia Brasil

30 ago

Pessoas que tomam café da manhã são mais espertas e mais magras, aponta estudo

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

 

29/08/2012

Pesquisa de site norte-americano revela os múltiplos benefícios de um bom café da manhã: um cérebro mais rápido e melhores hábitos alimentares ao longo do dia

imagen-relacionada

Crédito: Shutterstock.com

Tudo o que você fizer durante o dia vai depender do que foi ingerido na parte da manhã

Como você está no trabalho hoje? Se você respondeu: Super produtivo, então, podemos supor que você tomou um bom café da manhã. Sim, sua mãe provavelmente sempre disse que essa era a refeição mais importante do dia, mas na realidade isso não acontece todos os dias. Tomar café da manhã vai fazer com que você pense melhor, e seja mais eficiente durante o dia. E não é apenas em relação ao aumento de sua capacidade intelectual, o café da manhã vai te deixar mais saudável.

Se você não comeu hoje de manhã, talvez algumas estatísticas podem convencê-lo a fazer isso amanhã. Mais importante ainda, quase todos os norte-americanos sabem que eles devem comer pela manhã, mas, ainda assim, a maioria deles não se importa. De fato, menos da metade da população consume a refeição mais importante do dia.

E por que, exatamente, devemos tomar café da manhã? Seu cérebro precisa de nutrientes para funcionar. Então, não o faça esperar até o almoço para começar a trabalhar em sua potência máxima. Se você é daqueles que acredita que pular refeições pode fazer com que você fique mais magro e saudável, você pode estar muito enganado. As calorias que foram perdidas serão compensadas mais tarde, ou seja, você vai comer mais.

Então, comece o dia pensando no café da manhã. Selecione os melhores ingredientes como cereais integrais, frutas, leite e pães, de deixe de lado doces, açúcares e gorduras. Tudo o que você fizer durante o dia vai depender do que foi ingerido na parte da manhã.

Fonte: Universia Brasil

27 ago

Edifício da Bolsa Oficial de Café completa 90 anos

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

interiores26[1]

 

Comemorações em homenagem a um dos cartões-postais mais famosos da cidade de Santos incluem apresentação do Coro da OSESP, inauguração de mostra temporária e performance de Paulo von Poser

O edifício da Bolsa Oficial de Café, um dos principais cartões-postais da cidade de Santos, completa 90 anos no dia 07 de setembro. Para celebrar a data histórica, o Museu do Café, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, preparou uma programação especial gratuita para comemorar com seus visitantes durante todo o mês de setembro. Os principais destaques são a performance artística de Paulo von Poser, a apresentação do Coro da Osesp e a abertura da mostra “Presente do Indicativo – 90 anos da Bolsa Oficial de Café”.

Um palácio construído para ser a sede mundial dos negócios do café. Assim pode ser definido o edifício da Bolsa Oficial de Café, inaugurado em 1922 como parte das comemorações do centenário da independência do Brasil. Se por um lado sua construção atendeu à necessidade de centralizar e sistematizar os negócios do produto, por outro, teve também papel propagandístico, difundindo a riqueza do Estado de São Paulo que se desenvolvia no compasso do café. A suntuosidade do edifício, suas cúpulas, esculturas, vitrais, mosaicos de mármore, entre tantos outros detalhes, traduzem o visual da riqueza e prosperidade de um dos ciclos econômicos mais importantes do País.

Após a crise de 1929, que atingiu de forma contundente a cafeicultura nacional, as operações no edifício foram interrompidas em 1933 e novamente em 1957. Em 1998, foi reaberto, passou a abrigar o Museu do Café, e se consolidou como um dos marcos do processo de revitalização do Centro Histórico de Santos. Tombado como patrimônio artístico e cultural pelo Condepasa, Condephaat, e Iphan – nas esferas municipal, estadual e federal –, atualmente o prédio recebe mais de 200 mil visitantes por ano, entre moradores da região, estudantes e turistas de todo o mundo.

A programação em homenagem aos 90 anos da Bolsa Oficial de Café começa no dia 07 de setembro, às 16h, com apresentação de Paulo von Poser. O artista, de expressão internacional, vai pintar ao vivo, com a técnica de acrílico sobre tela, a fachada do edifício em um painel com mais de dois metros de altura. Em seguida, às 18h, a atração é o Coro da OSESP – Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo –, que faz apresentação gratuita no Salão do Pregão.

Encerrando o dia de celebração, o Museu do Café inaugura a mostra temporária “Presente do indicativo – 90 anos da Bolsa Oficial de Café”, às 19h30. Com curadoria de Gilson de Melo Barros, a exposição apresenta o trabalho de dez artistas da região que homenageiam o edifício abordando do ponto de vista temático as diversas facetas da cadeia produtiva do café. O resultado são painéis, fotografias, esculturas, grafites e instalações interativas que proporcionam um olhar contemporâneo sobre o tema e o palácio de 1922. A mostra fica em cartaz até 05 de novembro. Mais informações no hotsite da exposição: www.museudocafe.org.br/presentedoindicativo.

A comemoração continua no dia 08 de setembro com o espetáculo “Ópera & Café – Cantata do Café de Bach”, às 17h, no Salão do Pregão, com entrada franca. Durante todo o mês de setembro serão realizadas ainda visitações monitoradas especialmente voltadas ao edifício, além de ações educativas, oficinas e palestras. A programação completa está disponível no site www.museudocafe.org.br.

O Museu do Café fica à rua XV de Novembro, 95, no Centro Histórico de Santos. Seu horário de funcionamento é de terça-feira a sábado das 9h às 17h, e aos domingos entre 10h e 17h. Os ingressos para visitação custam R$ 5, estudantes e pessoas com mais de 60 anos pagam meia-entrada. Já a Cafeteria do Museu funciona de segunda-feira a sábado das 8h às 18h, e aos domingos entre 10h e 18h.

Serviço:
90 anos do edifício da Bolsa Oficial de Café
Performance de Paulo von Poser
Datas: 07 de setembro (sexta-feira)
Horário: 16h
Local: Boulevard rua XV de novembro, em frente ao edifício da Bolsa de Café
Preço: Grátis

Coro da OSESP
Datas: 07 de setembro (sexta-feira)
Horário: 18h
Local: Museu do Café
Endereço: Rua XV de Novembro, 95
Preço: Grátis

Abertura da exposição “Presente do indicativo – 90 anos da Bolsa Oficial de Café”
Datas: 07 de setembro (sexta-feira)
Horário: 19h30
Local: Museu do Café
Endereço: Rua XV de Novembro, 95
Preço: Grátis

Espetáculo “Ópera & Café – Cantata do Café de Bach”
Datas: 08 de setembro (sábado)
Horário: 17h
Local: Museu do Café
Endereço: Rua XV de Novembro, 95
Preço: Grátis

Informações:
Museu do Café / Assessoria de Comunicação
(13) 3213-1751
Thiago Santos / Caroline Nóbrega / Karina Pires
comunicacao@museudocafe.org.br

23 ago

Grãos cuspidos por mamífero, Cuíca, em fazenda no ES renderão café de R$ 900 o quilo

Publicado por Redação Blog Café Fácil 3 Comentários

LUIZA FECAROTTA | Folha de São Paulo
ENVIADA ESPECIAL A PEDRA AZUL (ES)

À primeira vista, não dava para entender por que diabos aqueles grãos de café, meio gosmentos, surgiam amontoados sob as árvores – religiosamente, da noite para o dia.

Ao amanhecer, era sempre igual: os roceiros se enfiavam no meio do cafezal para fazer a colheita manual e davam de cara com uns grãos, já sem casca, sobre as folhas secas no chão. Algum animal ali da mata andava a chupar esses frutinhos adocicados.

Depois de muito fuçar, Rogério Lemke, o administrador da fazenda Camocim, na qual se espalham 120 mil pés de café em Pedra Azul, a 100 quilômetros de Vitória, no Espírito Santo, matou a charada.

Eram cuícas, pequenos mamíferos silvestres, que guardam certa semelhança com um rato. Os bichos se penduram nos galhos mais baixos das árvores, à noite, para se alimentar da casca, da polpa e do mel do café. Escolhiam sempre os melhores frutos, como em uma "colheita seletiva".

Divulgação/CulturaMix

Cuíca, o "bicho de bom gosto"

Cuíca, o "bicho de bom gosto"

Depois, as cuícas dispensavam os grãos, ainda com algum resquício do mel sobre o pergaminho (película entre a semente e a polpa). Para evitar prejuízo, com o desperdício de grãos, o carioca Henrique Sloper, dono da fazenda, resolveu recolher essas sementes "cuspidas".

A partir daí, como revela a Folha, Sloper decidiu fazer testes de secagem e torra para descobrir, na xícara, o que eles poderiam render.

Depois de um ano de avaliações, o café da cuíca deve ser lançado em novembro por pelo menos R$ 900, o quilo. Em média, um pacote de mesmo peso de um café especial custa R$ 60 – os grãos cuspidos pelo animal custarão, portanto, 14 vezes mais. Bicho sem carisma, a cuíca, quem diria, vale ouro.

Seu João Pagio Fiorezi, 61, fornece mudas de café há 25 anos para a fazenda Camocim, no Espírito Santo.

Café de Cuíca

Ver em tamanho maior »

Sandro Castelli

Os pés de café ficam com os frutos maduros entre abril e setembro; começa a colheita

Seu João saltou do caminhão, adentrou o cafezal, aproximou-se de uma árvore em área mais reservada, ou seja, mais afastada de casas e estrada, e mais perto da mata. Agachou-se e abriu os galhos mais baixos para espiar.

"Esse é o café da cuíca", disse, pegando um punhado de grãos despolpados (sem casca nem polpa) nas mãos. Aquele café tinha cheiro forte, remetia à terra e ao universo animal – mas o odor não chegava a ser ruim. Os grãos estavam com uma gosma, ainda resquício do mel do café.

TÍMIDAS E CRITERIOSAS

Marcelo Justo/Folhapress

"Cuícas são incapazes de comer café verde ou estragado", diz especialista; colheita dos grãos cuspidos pelos animais é realizada manualmente por roceiros que se agacham junto aos pés de café e pegam grão por grão

"Cuícas são incapazes de comer café verde ou estragado", diz especialista; colheita dos grãos cuspidos pelos animais é realizada manualmente por roceiros que se agacham junto aos pés de café e pegam grão por grão

E as cuícas? Não foram encontradas nem por decreto. Enfiam-se no meio da mata e ali ficam, escondidas.

São animais ariscos e noturnos, que gostam de comer somente os grãos adocicados, no ápice da maturidade.

"Elas têm um ótimo critério de seleção. São incapazes de comer café verde ou estragado", diz Evair de Melo, presidente da Incaper (Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural), que ajudou a desenvolver os cafés de jacu e cuíca na fazenda.

As cuícas surgem por ali aos montes porque a área é circundada de parques nacionais e mantém parte da mata nativa – à semelhança da cabruca, o sistema de plantio de cacau típico do sul da Bahia, que conserva a mata para sombrear os cacaueiros.

Na propriedade de produção orgânica, pipocam hortênsias arroxeadas, margaridas do mato amarelinhas, amarelinhas e pitangueiras carregadas de fruta.

A colheita desses grãos cuspidos pelas cuícas é trabalhosa, feita manualmente por roceiros que se agacham junto aos pés de café e pegam grão por grão acomodando-os em sacolas a tiracolo.

É fundamental que seja realizada regularmente para que os grãos não fermentem sobre o chão – é comum ficarem protegidas pelas folhas das árvores da mata ali conservada, que servem de adubo natural ao cafezal.

Os grãos colhidos são transportados para secar em um terreiro suspenso, protegido por estufa, com umidade e temperatura controladas. Depois, são separados de gravetos e afins manualmente e estocados na tulha para que descansem antes da torra.

Para chegar à xícara, passa por testes de perfis diferentes de torra, provas profissionais – quando o grão é moído grosso, entra em contato com a água quente e é sugado de forma a cair homogeneamente sobre a língua.

Raio-x da Cuíca

Como é É um mamífero marsupial – como o canguru, as fêmeas são dotadas de uma bolsa chamada marsúpio, que contém as tetas e serve para carregar os filhotes

Onde vive É encontrado na região que vai do México à Argentina

Quanto mede Quando adulta, seu corpo pode alcançar cerca de 30 cm de comprimento

Que cor tem Seu dorso é cinza-escuro, e as partes inferiores, amarelo-clara e manchas da mesma cor acima dos olhos

O que come Animal onívoro que se alimenta de matéria vegetal e animal – metade da sua alimentação é de frutas.Tem entre 40 e 50 dentes

O JACU PIONEIRO
A cuíca não é, contudo, o primeiro animal a "participar" do processo de produção de cafés especiais no Brasil.

Quem emplacou de forma pioneira foi o jacu – ave robusta, com bico pronunciado e papo vermelho. Seu café foi vendido pela primeira vez em 2007, também pela fazenda Camocim. Atualmente, são produzidos 950 quilos por ano a R$ 450, o quilo.

Conhecido como "faisão brasileiro" e também semelhante a um urubu, esse animal era uma praga para a plantação de café.

"O jacu comia muito do meu café, dava o maior prejuízo", diz Henrique Sloper, dono da Camocim. "Muitos fazendeiros matavam o bicho, ficou quase extinto."

Inspirado no kopi luwac, o famoso café da Indonésia, cujos grãos são retirados das fezes da civeta (animal semelhante ao gambá) e que podem custar US$ 493, o quilo (cerca de R$ 1.000), o café de jacu surgiu para solucionar esse problema no cafezal.

"O que era uma praga virou fonte de um produto de alta qualidade", diz Sloper.

Tanto o jacu quanto a cuíca escolhem os frutos mais maduros e sem defeitos para se alimentar – por isso, geralmente, resultam em bebidas de doçura acentuada.

PREÇO
O fazendeiro vê nesses cafés exóticos uma grande fonte de lucro. Ao consumidor, resta a pergunta: vale mesmo pagar um valor tão alto?

Especialistas apontam pequenos problemas na primeira amostra, que podem ter sido gerados pela torra excessiva.

Sloper, por sua vez, diz que ainda fará ajustes nessa etapa para que possa extrair o melhor desses grãos, torná-los mais delicados e adequados para o preparo no coador, método que deixa suas características à mostra com mais clareza.

Espetacular na xícara ou apenas razoável, o café com a contribuição da cuíca conta uma boa história. Não tenha dúvida: isso também tem um custo.

QUANTO CUSTA O QUILO?

CUÍCA – R$ 900
Os grãos cuspidos pelo roedor são recolhidos manualmente do chão e secos em terreiro suspenso

JACU – R$ 450
Os frutos maduros comidos pela ave são liberados nas fezes, que não têm cheiro, e limpos manualmente

CAFÉ ESPECIAL – R$ 60
São cafés de qualidade superior à média, feitos só de grãos arábicas, com doçura e acidez equilibradas

SURGEM RESSALVAS À 1ª LEVA, PRODUTOR VAI MUDAR A TORRA

Marcelo Justo/Folhapress

Isabela Raposeiras, do Coffee Lab, não gostou da baixa acidez da 1ª amostra

Isabela Raposeiras não gostou da baixa acidez da 1ª amostra

Com a primeira amostra do café da cuíca, que não circulou comercialmente, a Folha convidou três experts para provar a bebida às cegas. Isabela Raposeiras, do Coffee Lab, Marco Suplicy, do Suplicy, e Cecília Sanada, do Octávio Café, aceitaram o desafio.

Fizeram provas informais com uma pequena quantidade de grãos. Ficaram de lado os protocolos rígidos de degustações profissionais – a ideia era somente colher primeiras impressões de especialistas.

Marcelo Justo/Folhapress

Marco Suplicy, do Suplicy Cafés Especiais, identificou uma nota vegetal, de mato

Marco Suplicy identificou uma nota vegetal, de mato

Do balanço geral dessa primeira leva, surgiram três pontos de tangência: baixa acidez, doçura acentuada e torra um pouco exagerada.

Foram as mesmas conclusões a que o norte-americano Andrew Barnett e o holandês Willem Boot (ambos provadores profissionais) tinham chegado na última semana em prova acompanhada pela Folha na fazenda capixaba.

Marcelo Justo/Folhapress

Cecília Sanada, do Octávio Café, acha que a "bebida não é acima da média"

Cecília Sanada acha que a "bebida não é acima da média"

EXCESSO DE TORRA
Para Isabela Raposeiras o excesso de torra inibiu o potencial do café. "Esse café cru deve ser de qualidade, tem doçura elevada e é limpo. Mas a acidez é muito baixa [especialistas se referem à acidez como sinônimo de qualidade]."

Marco Suplicy achou a bebida "agradável", com "bom corpo" e "nota de mato". "Mas sinto uma aspereza, não é uma bebida nem mole, nem estritamente mole [as melhores categorias da bebida]."

Já Cecília Sanada diz que o café perde em aroma. "Não é acima da média." Por outro lado, chama a atenção para a doçura acentuada e para um "amargor que não chega a atrapalhar a bebida".

Segundo o fazendeiro Henrique Sloper, o lote que vai chegar ao mercado em novembro passará por ajustes de torra a fim de fique "mais delicado".

Provador ajudou a criar cafés de animais

Filho de agricultor, Evair Vieira de Melo nasceu em Venda Nova, no interior do Estado do Espírito Santo, em abril de 1972.

Conheceu energia elétrica aos 15 anos. Falou ao telefone pela primeira vez aos 18. Nem sequer viu a Copa de 82 – a de 86, ouviu pelo rádio.

Hoje, é um dos provadores de café mais respeitados do Brasil e o único juiz que vai, todos os anos, avaliar os grãos mais caros do mundo na Indonésia – o kopi luwak.

Há cem anos, sua família trabalha no cafezal. Seu avô materno ainda é vivo. Tem 92 anos e é analfabeto – "só saber ler carta de baralho e nota de dinheiro".

Quando jovem, Evair estudava à noite, depois de caminhar seis quilômetros, com a mochila nas costas – seis para ir, seis para voltar. Pagou a faculdade de administração com pães e biscoitos que sua mãe fazia, e ele vendia.

Marcelo Justo/Folhapress

Evair de Melo, 40, respeitado provador profissional de café

Evair de Melo, 40, respeitado provador profissional de café

Em 1997, ganhou uns trocados para encher o tanque da Brasília de seu pai e se mandou para uma festa de agricultores nas redondezas. Foi se esconder da chuva em uma barraca e esbarrou, acidentalmente, num sujeito que viera de São Paulo para dar cursos de qualidade de café. "Eu tinha ouvido falar que provador de café era o cara, era o cara."

Aí que recomeçou sua caminhada no mundo do café, no qual ele foi cavucar o que de bom se podia extrair de cafés da Zona da Mata, de péssima fama, deu consultorias, fez provas pelo mundo.

Não sabia nem de quem se tratava na época, mas foi anfitrião do fotógrafo Sebastião Salgado, num ensaio de cafezais brasileiros, que lhe custou 45 dias de viagem.

1.200 XÍCARAS POR DIA
E assim foi. Estudou análise sensorial de água, de fruta, de arroz, de chá, de perfume, de… carro! E hoje participa de provas profissionais de café em que, em um dia, chega a avaliar 1.200 xícaras. "Precisa ter equilíbrio emocional e estar bem fisicamente em dia de prova", diz Evair.

E foi ele, hoje presidente da Incaper (Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural) e do Conselho Nacional dos Sistemas Estaduais de Pesquisa Agropecuária, que ajudou a desenvolver os cafés de jacu e de cuíca. Agora está de olho em um macaco e outras aves nativas.

21 ago

Café faz bem ou mal para você?

Publicado por Redação Blog Café Fácil 1 Comentário

Se tomar algumas xícaras de café faz parte da sua rotina diária, boas notícias: uma série de estudos demonstrou que a bebida pode trazer benefícios à sua saúde e aumentar sua resistência a certas doenças. Se você não toma café, temos boas notícias também: caso tomasse, poderia experimentar efeitos negativos, como tarquicardia e insônia.

“Como assim?”, pergunta o leitor. “Afinal, o café faz bem ou mal à saúde?”. A resposta mais segura é: depende. A dose consumida diariamente, o tipo de grão usado, os hábitos associados e as particularidades de cada organismo influenciam a maneira como uma pessoa é afetada pelo café.

Contudo, “para a maioria das pessoas que não experimentam os efeitos negativos, os benefícios superam muito os riscos”, diz o endrocrinologista Donald Hensrud, da Mayo Clinic (EUA).

Uma xícara de benefícios

Para começo de conversa, o café é considerado uma boa fonte de antioxidantes – substâncias que combatem radicais livres, produzidos pelo corpo e nocivos para a saúde.

Outro benefício fica por conta da cafeína, que interage com neuroreceptores de adenosina. Ao fazer com que menos adenosina se ligue a eles, ajuda a manter a atividade cerebral mais intensa, evitando sonolência.

Em estudo feito em 2011, pesquisadores da Universidade de Harvard (EUA) concluíram que o café pode reduzir o risco de câncer no endometrial. Para isso, eles analisaram dados de 67.470 mulheres com idades entre 34 e 59 anos que haviam sido acompanhadas durante 26 anos. Aquelas que tomavam quatro ou mais xícaras de café apresentaram 25% menos risco de desenvolver a doença. Embora não tenha sido comprovado que o café foi de fato responsável direto por essa redução, os pesquisadores consideraram a ideia plausível.

Outra pesquisa, realizada também em 2011 por cientistas de Harvard, mostrou que o consumo diário de café pode diminuir os riscos de se desenvolver câncer de próstata. A metodologia foi similar à do estudo mencionado anteriormente, e o fato de que a associação é plausível (mas não comprovada) se repete.

Nos últimos anos, diversos estudos trouxeram resultados animadores em relação ao café: foram encontradas fortes evidências de que ele reduz os riscos de se desenvolver diabetes tipo II e mal de Parkinson, além de demonstrar efeito antidepressivo.

Uma saudável dose de prudência

Apesar de tantas evidências, enquanto não for realizado um estudo “controlado” e mais detalhado a respeito do consumo de café, não haverá certeza o suficiente sobre seus benefícios à saúde.

Por mais interessante que possa ser do ponto de vista científico, um estudo como esse teria de passar por dois obstáculos: o econômico (poderia custar dezenas de milhões de dólares) e o de interesse (grandes laboratórios não trabalham com a bebida, e produtores de café não precisam de um estudo para divulgar sua mercadoria, que já é largamente consumida).

Um dos pontos-chave da discussão é o fato de que cada pessoa responde de uma forma diferente ao café: algumas se satisfazem com poucas doses, outras chegam a criar dependência e há quem não tolere uma xícara sequer.

Médicos não chegam a considerar o café uma recomendação padrão porque os efeitos variam de acordo com a pessoa, diz Hensrud. Entre os possíveis malefícios que a bebida pode trazer estão insônia, taquicardia, dores de cabeça e irritação no estômago. Além disso, aditivos (como leite, açúcar, adoçante e creme) podem fazer com que os benefícios do café não compensem.

Até o momento, incluir ou não café em seu cardápio diário continua sendo uma “aposta” – pelo menos enquanto nenhum estudo traz provas concretas. [CNN]

16 ago

Descubra os diferentes sabores do café brasileiro

Publicado por Redação Blog Café Fácil 1 Comentário

Descubra os diferentes sabores do café brasileiro

Uma das bebidas mais consumidas no mundo e  uma das favoritas do brasileiro, o café, agrada diferentes paladares. Talvez seja por isso que existem diversas variações e combinações do cafezinho tão popular no nosso dia a dia. Mas você, apreciador do tradicional café carioca, conhece todas as outras variações deste sabor?

Selecionamos algumas boas variações do cafezinho carioca que, acredite, pode ter sabores muito sofisticados e exóticos.

Primeiramente vamos explicar a diferença da grafia do café ‘espresso‘ e ‘expresso‘:

A troca de espresso por expresso não é um erro de ortografia. A palavra espresso é muito usada no velho continente, vem do italiano e guarda em sua raiz a relação com o verbo latino que, em bom português, deu origem a espremer. Porém, não há registro nos dicionários de língua portuguesa desta palavra.

Mas a dúvida ainda persiste não é mesmo? Vamos a ela; Expresso significa rápido – e muitos acreditam que essa seja a forma correta já que o café espremido na máquina demora de 15 a 20 segundos para ficar pronto –  e um café ”espresso” significa feito sob pressão. Espresso, portanto, é a maneira correta de referir-se ao café e deve ser aceito, segundo especialistas, porque o vocabulário corrente admite palavras estrangeiras, como shopping, que é do inglês.

Deixando um pouco a grafia de lado, vamos mostrar os vários outros sabores além do café espresso que já conhecemos, saiba mais sobre as variações do café puro sem adição de outros ingredientes.

Café Curto

cafe-curto

Café curto

Geralmente, café espresso servido em uma xícara de 50 ml com 25 a 35 ml da bebida. Bem encorpado ele conta com água durante sua extração, rápido, talvez seja por isso que seus óleos essenciais estejam mais presentes.

Café Espresso

cafe-espresso

Café Espresso

Basicamente com as mesmas características do café curto o café espresso também é bem encorpado com uma variação de 25 a 35 ml por xícara.

Café Ristretto

ristretto_cafe

Café Ristretto

Uma variação do café espresso, o Ristretto, leva de 15 a 20 ml de volume nas mesmas xícaras de 50 ml. Considerado por muitos o néctar do café, é extremamente doce se for bem tirado.

Café Espresso Brasileiro

Com 40 a 50 ml por xícara, o espresso brasileiro pode ser servido com mais café, pois o brasileiro tem a cultura de quantidade ao invés de qualidade. No Brasil, o padrão é basicamente de 50 ml de espresso, já em outros países o padrão é de 30 ml de café pois eles acreditam que a adição de mais café pode enfraquecer a presença dos óleos essenciais.

Café Espresso Italiano

Considerado um misto entre os cafés expresso e curto ele é mais cremoso devido à mistura dos grãos robusta e arábica, fator resultante de um café muito mais aveludado sua quantidade varia de 25 a 35 ml por xícara.

Café Carioca

Com as mesmas características do café (espresso e curto) ele é diluído em 20 ml de água quente. A quantidade ideal varia de 25 a 35 ml.

Café Longo

Indicado para quem gosta de tomar muito café, mas não se importa muito com a qualidade. Pode ser servido em uma xícara de 50 ml cheia. Em alguns casos, conta com a adição de água quente. Lembrando ainda que o néctar do café está apenas nos primeiros 30 mls.

Café Americano

cafe-americano

Café americano

Tradicional, o café americano tem as mesmas características que o café carioca e o longo. Café diluído em água quente com variação de 50 ml ou mais. O estilo recebeu este nome porque os norte-americanos gostam de tomar café em grande quantidade e, geralmente, não se preocupam muito com o sabor menos acentuado.

Cafezinho

cafezinho

Cafezinho

Café concentrado, filtrado e servido em uma xícara de 50 ml.

Café com Chantilly

cafe-espresso-chantilly

Café com chantilly (Imagem: Ragazzo)

Uma dose de café espresso coberto com chantilly. Esta é uma mistura muito comum no Brasil.

Café Breve

Popular nos Estados Unidos, o café breve nada mais é do que uma dose de espresso com creme half-and-half (composto de metade leite, metade creme de leite).

Café com Panna

Espresso_con_panna

Espresso com panna

Tradicional na Itália, esta variação conta com a Panna (creme de leite fresco batido ou feito na coqueteleira). No Brasil, utiliza-se o leite pasteurizado ao invés do leite fresco, por isso o chantilly é o substituto natural da Panna.

Café Macchiato

café macchiato

Café Macchiato

No Brasil é conhecido como ”café com espuminha”, geralmente servido na xícara do espresso, a maioria prefere tomar o macchiato, pois o creme do leite quebra um pouco o intenso sabor do espresso.

Média

Muito tradicional nas padarias pelo Brasil a fora, é conhecida como Latte ou Café Latte e Café cortado no Rio Grande do Sul. Na verdade, nada mais é do que café espresso com leite vaporizado e uma camada de espuma. Com a textura um pouco menos cremosa do que o cappucino é um sucesso entre os clientes.

Pingado

pingado

Pingado

Quem nunca ouviu falar do tradicional e conhecidíssimo pingado? Basicamente consiste em um copo de leite quente que recebe uma pequena quantidade de café. A bebida é muito popular nos botecos e biroscas ao longo do país, costuma-se servir a bebida no copo americano.

Cappuccino Italiano

Cappuccino Italiano

Cappuccino Italiano

Basicamente compreende 1/3 de café espresso; 1/3 de leite vaporizado e 1/3 de espuma de leite na xícara variando de 150 a 180 ml.

Cappuccino

cappuccino

Cappuccino

Um dos mais conhecidos tipos de café, o verdadeiro Cappucino apresenta 1/3 de espresso, 1/3 de leite vaporizado, 1/3 de espuma de leite na xícara que varia de 80 a 150 ml. A espuma do Cappucino deve ser densa e cremosa e a bebida deve ser servida a uma temperatura média de 60º para ser tomado em pequenos goles. No Brasil, existe o hábito de se acrescentar canela e/ou chocolate ao cappuccino.

Mocha

Contando com uma calda de chocolate, o mocha leva ainda leite vaporizado, espuma de leite e uma dose de espresso. Essa mistura pode ser tri-fásica ou uma mistura de café com calda de chocolate com o creme de leite por cima. Ele é conhecido também pelo nome de Mocaccino, um termo criado por uma rede de cafeterias estrangeira.

Café com Leite

café com leite

Café filtrado com adição de leite aquecido ou fervido, podendo também ser apresentado com café espresso e leite vaporizado e uma camada de espuma de leite.

Existem ainda uma série de outras combinações que você pode fazer em sua casa ou encontrar nas melhores cafeterias do Brasil. O que vale, na verdade, é sua criatividade na hora de experimentar o nosso querido cafezinho. Veja algumas dicas de receitas com café no Facebook do Café Palheta: http://bit.ly/notas-cafe-palheta

Referências:

http://www.mexidodeideias.com.br/index.php/curiosidades/tipos-de-cafe-2-do-pingado-ao-macchiato/

Buy Philips sonicare toothbrush heads click: philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush  | sonicare toothbrush heads  | best electric toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | kids toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | replacement toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | Quality sonicare toothbrush heads for sale. |
IT Zertifizierung click: Cisco 700-101 Antwort  | IBM c2010-657 Zertifizierungsprfung  | Oracle 1Z1-117 Antwort  | Oracle 1Z1-511 Prfung  | Cisco 200-125 Zertifizierung  | Cisco 350-080 Zertifizierung  | Cisco 300-135 Zertifizierungsprfung  | Microsoft 070-121 Prfung Frage  | 642-874 Zertifizierung  | 070-346 fragen  | 200-125 fragen  | Oracle 1Z0-144 Zertifizierung  | http://www.exam-qa.de/  | Cisco 300-135 Prfung  | Oracle 1Z0-147 Prfung Antwort  | 642-871 Frage und Antwort  | Microsoft 70-412 Zertifizierungsprfung  | Microsoft 70-315 Prfung Fragen  | Cisco 640-911 Zertifizierung  | IBM 000-106 Frage  | Microsoft 070-121 Prfung  | Microsoft 70-413 Prfung  | Microsoft 70-270 Fragen  | 300-101 Frage und Antwort  | Prfung 200-310  | Prfung 400-101  | 1Y0-201 Zertifizierungsfragen  | Prfung 210-060  | 1V0-601 Zertifizierungsfragen  | Prfung Cisco 640-916  | Prfung 200-105  | Prfung CISSP  | Microsoft 70-515 Prfung dumps  | Cisco 700-501 Zertifizierungsprfung  | Prfung 200-105  | Prfung 300-101  | Prfung 2V0-621D  | Prfung 300-135  | Prfung 300-115  | Prfung 400-051  | Prfung 210-065  | Prfung 100-105  | Prfung 300-320  | Prfung 210-260  | Prfung 300-115  | 210-065 Prfung  | 810-403 fragen  | 101-400 Zertifizierung  | 070-270 Zertifizierung  | Zertifizierung 600-455  | 640-916 Zertifizierung  | Zertifizierung cog-615  | 3101 fragen  | Microsoft 70-411 Zertifizierung  | Cisco 350-030 Zertifizierung  | Cisco 350-030 Zertifizierung  | IBM c2010-652 Frage und Antwort  | 350-020 fragen  | 100-105 fragen  | Microsoft 74-679 Zertifizierung  | OG0-093 Zertifizierung  | 300-075 fragen  | 000-102 fragen  | 000-605 fragen  | 200-125 Zertifizierung  | 640-822 fragen  | 640-460 Zertifizierung  | Cisco 200-125 Frage  | Microsoft 70-178 Zertifizierung  | IT Exam Frage und Antwort.