nome blog

Blog Café Fácil - O melhor conteúdo sobre Soluções em Café
31 maio

Baristas criam desenhos em café com Latte Art

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

24 de maio de 2013

Baristas criam desenhos em café com Latte Art

Com expresso e leite vaporizado, técnica produz imagens tanto na bebida quente quanto fria. O Dia Nacional do Café é comemorado em 24 de maio

Cínthia Fanin

Sou Agro - latteartweb 2

Rosetas, corações, tulipas, entre outras. Segundo Éder Ferreira, bicampeão brasileiro (2007-2009) de Latte Art – técnica de criar figuras na superfície de bebidas a base de café expresso –, essas são as imagens mais comuns feitas pelos baristas. “O desenho no café é feito a partir de duas técnicas: o free pour, ou pouring, quando o barista cria formas a partir da maneira com que derrama o leite sobre a xícara; e o sketching, ou grafismo, que usa calda e palitos para os desenhos.”. O profissional da área atua com diversos instrumentos: pitcher, tamper, polvilhador de chocolate, além de ferramentas com pontas finas.

Para dominar o free pour, treinar muito nunca é demais. Nesta etapa, o que determina o desenho é onde o barista derruba mais ou menos leite, mantendo sempre a xícara inclinada. No caso do grafismo, cremes de café, chocolate, caldas de vários tipos, canela e cravo em pó são sempre bem-vindos, e os desenhos podem ser formados com o uso de palitos. Éder conta que hoje o Latte Art não fica mais preso apenas ao café do cappuccino. “Os baristas reproduzem a técnica em chocolate quente e bebidas geladas com ou sem café. É preciso ter conhecimento técnico, pois só fazemos uma Latte Art perfeita com um café bem feito e leite bem vaporizado”, explica ele que mantém também os títulos de vice-campeão em Los Angeles, EUA (2007); 12° na Alemanha (2009); campeão do Desafio de Barista (2008) e da Capa Barista (2009).

Há quem goste de Latte Art e quem crie bebidas somente a base de café, que é o caso do barista Gilson Rodrigues. “Esta atividade é fantástica, pois ativa sua imaginação. Ajuda muito se a pessoa conhecer, pelo menos, o básico de gastronomia e de outras bebidas para, assim, fazer misturas com especiarias, teor alcóolico, frutas, sucos e geleias, por exemplo”, diz.

Refrigerante de café

Rodrigues tem ainda um caderno com mais de 30 receitas elaboradas por ele e uma delas é o Refreshing Coffee. O barista conta que a bebida foi produzida pela primeira vez em um lugar que trabalhou onde tinha disponíveis vários tipos de café. “Percebi que um dos grãos harmonizava com os ingredientes que tinha à disposição no momento [xarope de frutas vermelhas, gelo, refrigerante de limão]. E este café que escolhi tinha características frutais [frutas vermelhas e vinho]”, explica. Segundo Rodrigues, a aceitação do público foi muito boa e ao mesmo tempo curiosa porque, para ele, o brasileiro não está acostumado a misturar café com outros ingredientes e muito menos tomar a respectiva bebida gelada. 

Você sabia?

24 de maio é o Dia Nacional do Café. A data foi instituída pela Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic) e marca o início da colheita da maior parte das regiões produtoras do País.

20,33 milhões de sacas foi o consumo registrado pela Abic de novembro de 2011 a outubro de 2012 em todo o território nacional. O número representa um acréscimo de 3,09% ante o mesmo período – novembro/2010 a outubro/2011) – que apontou 19,72 milhões de sacas. 

O Brasil é o maior produtor (1/3 da produção mundial) e exportador e o 2o maior consumidor de café do mundo.

2,5% e 3,0% são as estimativas de crescimento em volume projetadas pela Abic. O mesmo deve ser impulsionado pelas expectativas de retomada do vigor da economia brasileira, pela alta do poder de compra especialmente das classes B, C e D, com destaque para a renda e consumo nas regiões Nordeste e Centro Oeste.

28 maio

6 segredos do bom café coado , Isabela Raposeiras

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

 

As dicas capitais para um café perfeito, de acordo com Isabela Raposeiras, do Coffee Lab

O reinado do café espresso já não é uma realidade tão concreta assim. Existe, na contramão, quem lute pela tradição – sem falar em sabor e nos aromas – do bom e velho café coado. Isabela Raposeiras, empresária e barista do Coffee Lab, é possivelmente a mais reconhecida por levantar essa bandeira em terras brasileiras.

Por sua vez, o público paulistano parece ter gostado da ideia. A aposta em fazer com que o cliente aprenda sobre os grãos, preparo e harmonização deu certo. Estima-se que sejam servidas 500 bebidas por dia na casa localizada na Vila Madalena, zona oeste de São Paulo.

À Alfa, Isabela enviou seis dicas capitais para você preparar o café perfeito nesta última sexta-feira (24), quando foi comemorado o Dia Nacional do Café. Então, vamos à aula:

• O grão deve ser moído somente na hora de fazer o café. O produto que já vem moído é o resultado da sobra da seleção dos melhores grãos. Para mascarar os problemas existentes, passa por um processo de carbonização. Tem sabor amargo e um aroma completamente prejudicado. Além disso, a vida útil do café moído é de 20 minutos. Passado este tempo, ele está morto;

• Na hora de comprar o café, olhe sempre no rótulo e escolha grãos 100% arábica, de categorias Gourmet ou Especial. Se o nome da fazenda estiver na embalagem, é mais um sinal de alta qualidade;

• A água utilizada para fazer o café interfere bastante na qualidade da bebida. O ideal é que ela seja mineral ou filtrada, pois o cloro destrói os elementos aromáticos do café. Portanto, ela jamais deve ser utilizada diretamente da torneira;

• A temperatura ideal da água é de 93 a 98 graus. Para chegar a esta faixa, desligue o fogo assim que a água começar a borbulhar. Mas deixe ferver, pois se a água estiver mais fria do que deveria, vai impedir que vários sólidos presentes sejam dissolvidos;

• Tome o café imediatamente depois de pronto, do jeito que mais gostar;

• Ao fazer um café coado manualmente ou em cafeteira, para tirar resquícios de gosto do filtro, é uma boa ideia escaldar o papel ou o filtro com água fervente. Você despeja a água quente e descarta. Depois, coloque o café e coe normalmente.

Exame.com

24 maio

24 de maio – Feliz Dia do Café a segunda bebida mais consumida pelos brasileiros

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

CAFÉPILÃO -Afogatto de Chocolate ok-g

Pesquisa realizada pela ABIC (Associação Brasileira da Indústria de Café) mostrou que 95% dos brasileiros acima dos 15 anos consomem ao menos uma xícara de café diariamente. Seja em casa ou em uma cafeteria. Pela manhã, em uma reunião de negócios ou durante um encontro entre amigos, o bom e velho café combina com qualquer ambiente e companhia, e é por isso que essa iguaria tem o poder de reunir pessoas.

Ainda durante a pesquisa foi constatado que o café é a segunda bebida mais consumida entre os brasileiros, perdendo somente para a água. São quase 83 litros de café para cada brasileiro por ano. A bebida contém sais minerais, vitaminas do complexo B, substâncias antioxidantes e nutrientes que, por exemplo, previnem a depressão.
“Estudos também apontam que mesmo não sendo considerado remédio, o café auxilia na prevenção de doenças, estimula a atenção, memória, aprendizado e concentração.
Por conta disso, é cada vez mais comum apreciar o cafezinho em qualquer parte do dia ou da noite”, explica o diretor executivo do café De’Longhi, Antonio Ferraiuolo.

Desde 2005, o dia 24 de maio foi incorporado ao calendário brasileiro como o Dia Nacional do Café, a data passou a ser festejada por industriais, produtores, exportadores, cooperativas, varejo, cafeterias e por todos os apaixonados por essa bebida.
“O objetivo é promover, valorizar e manter viva, junto aos consumidores, a importância histórica, social e econômica deste produto que é cultivado há 284 anos em terras brasileiras, desde que as primeiras mudas foram trazidas da Guiana Francesa para Belém, no Pará, por Francisco Melo Palheta, em 1727”, explica o diretor de Tecnologia e Modernização da ABIC, Antonio Paulino Martins.

Além disso, ao longo dos anos, o modo como é degustado o café também mudou. Hoje, a bebida é servida em versões como cappuccino, frio, e em receitas de bolos, sorvetes e tortas. Essa mudança na forma de apreciação e harmonização também fez com que a novas empresas de máquinas de café entrassem no mercado, bem como cafeterias fossem abertas.
“A procura por derivados do café tem crescido a cada dia, estou há 11 meses em Cravinhos e temos visto a grande procura por trufas e em especial o capuccino café ice, que é mais fraco e tem sido muito procurado por mulheres. Os homens gostam mais do tradicional”, ressalta a proprietária da cafeteria Clara Café, Flávia Baqueta Macedo.

Flávia e o seu esposo André encontraram um grande campo de trabalho em Cravinhos, isso devido a experiência que já tinham com uma cafeteria na cidade de Cajuru (SP), mas acreditam que o município sempre o acolheram bem e é o café quem proporciona a renda familiar.
“Lógico que aqui na cafeteria temos diversos produtos, mas a maioria das pessoas chegam e querem saborear um bom cafezinho, seja ele quente ou frio”, diz Flávia Macedo.

De acordo com estudos norte-americanos, o consumo de café pode diminuir as chances de acidentes cardiovasculares (infartos) e cerebrais (“derrame” ou AVC), de diabetes e hipertensão, além de diminuir incidência da osteoporose e de crises de asma, nesse caso devido ao efeito broncodilatador da cafeína. A bebida melhora ainda a capacidade de atenção, memória e aprendizado.

Os aromas do café proporcionam benefícios.
O café é um alimento funcional e nutracêutico. Essa máxima já é aceita pela comunidade médico-científica por estar relacionado à prevenção de doenças físicas, mentais e degenerativas e à manutenção da saúde.

O médico neurologista Jorge Moll Neto, presidente do Instituto D’Or Pesquisa e Ensino, desenvolve pesquisa desde 2009 sobre os efeitos do café no cérebro. A etapa inicial da pesquisa, intitulada “Correlatos neurais da experiência olfativa e gustativa do café”, contou com a participação de 30 voluntários e tem o apoio do Consórcio Pesquisa Café, cujo programa de pesquisa é coordenado pela Embrapa Café. O objetivo é entender os efeitos sensoriais causados pelo aroma do café no cérebro, especificamente nos mecanismos de recompensa (prazer) e motivação. Moll constatou que o aroma do café tem um efeito poderoso sobre as regiões do cérebro que regulam a sensação de prazer, atenção e motivação.

Fonte: Tribuna Regional

23 maio

Crianças podem tomar café?

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

 

Sim, mas só a partir dos 6 anos. Saiba aqui outros cuidados que você deve ter antes de ceder ao pedido do seu filho
Por Bruna Menegueço – 22/05/2013

 

crianca_tomando_cafe (Foto: Shutterstock)

"Mãe, eu posso tomar café?”. Se você tem um filho maior de 2 anos e a bebida é comum na sua casa, certamente, já ouviu essa frase e ficou na dúvida se poderia ou não dar só um pouco… Vale lembrar que, por ser rico em cafeína, o café é estimulante. Não é à toa que ele é estratégia para combater aquele sono durante uma reunião. Por isso, não dá para oferecer ao seu filho sempre que ele pedir. Para a pediatra Alessandra Cavalcante Fernandes, do Hospital e Maternidade São Luiz (SP), o ideal é deixar a criança conhecer o novo sabor somente depois dos 2 anos. “Mas só provar mesmo. Tomar um ou dois golinhos, não mais do que isso”, alerta. E uma única vez!

A partir dos 6 anos, a criança pode tomar a bebida, desde que seja com moderação, claro. “Uma xícara de café por dia é o limite e, se for descafeinado, melhor”, diz Alessandra. O ideal é que a bebida oferecida seja fraca e com mais leite do que café (3/4 de leite para ¼ de café), assim ela se satisfaz com a quantidade da bebida, ingere menos cafeína e mais cálcio e zinco.

Os benefícios do café

Apesar de a cafeína ser a substância mais conhecida do café, ela não é a única. O café contém ainda antioxidantes, minerais e vitaminas e pode até deixar a criança mais desperta na hora da lição de casa, por exemplo.

Medida certa

Exagerar no consumo, no entanto, é transformar os benefícios do café em problemas. Além de ter efeito estimulante, ele pode atrapalhar a absorção de ferro e levar à anemia. Em excesso, causa insônia, agitação, irritabilidade e dores no estômago. Por isso, se o seu filho adora café, é melhor tomar durante a manhã e à tarde. Evite oferecer a bebida à noite e não se esqueça da quantidade: não mais que uma xícara!

E os chás?

Você certamente já ouviu aquele conselho de dar um chazinho para o bebê com cólica. Antes de oferecê-lo seu filho, converse com o pediatra. "Até os 6 meses, o bebê deve ser alimentado exclusivamente com leite materno. Além disso, não há qualquer comprovação de que os chás diminuem as cólicas", afirma o pediatra Sylvio Renan Monteiro de Barros, da Sociedade Brasileira de Pediatria.

Mesmo depois dos 6 meses, os chás só devem ser oferecidos com o aval do pediatra da criança. Nessa fase, em que, além do leite materno, ela já recebe outros alimentos em sua dieta, a água deve ser a principal opção de líquido, principalmente nos dias de muito calor e tempo seco, para evitar a desidratação. Vez ou outra, você pode dar ao seu filho um chá em temperatura ambiente para hidratá-lo, e sem adoçar. Assim, você protege a criança contra cáries e gases e impede que ela fique viciada no sabor doce desde muito cedo.

Outro cuidado que você deve ter é usar apenas ervas reconhecidamente seguras, que não causam nenhum efeito colateral. Assim como o café, alguns chás são ricos em cafeína, como o mate e o verde, por isso, eles não são recomendados para crianças menores de 6 anos. Prefira sempre os mais leves, como os de hortelã, camomila e erva-doce.

Fonte: CRESCER

22 maio

Embrapa comemora o Dia Nacional do Café com degustação de café de 12 regiões do Brasil

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

Embrapa comemora o Dia Nacional do Café

A barista Sulayne Shiratori vai mostrar a diversidade dos sabores dos cafés produzidos em 12 regiões do Brasil

Brasília (22/05/2013) – Os brasileiros têm verdadeira paixão por café. Tanto que, em 2005, a Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic) instituiu o dia 24 de maio como Dia Nacional do Café. A data marca o início da colheita na maior parte das regiões produtoras do Brasil e não poderia deixar de ser celebrada pela Embrapa Café, coordenadora do Consórcio Pesquisa Café.

Para homenagear o dia, nada melhor que saborear e aprender um pouco mais sobre o café nosso de cada dia, suas variedades e diferentes formas de preparo e harmonização. Esse é o objetivo do evento comemorativo do Dia Nacional do Café – que este ano também comemora os 40 anos da Embrapa -, a ser realizado pela Embrapa Café na sede da empresa, em Brasília, no dia 24 de maio, e conduzido pela barista Sulayne Shiratori.

A barista vai ensinar a preparar e degustar café, inclusive bebidas sofisticadas à base do produto, a partir de grãos provenientes das 12 regiões produtoras, como Zona da Mata Mineira, Cerrado Mineiro, Conilon Capixaba e Sul de Minas.

As oficinas acontecerão das 9h às 10h30 e das 14h às 15h30. As inscrições podem ser feitas pelo e-mail anisio.diniz@embrapa.br até 23 de maio e, no dia 24, no local do evento, a depender da disponibilidade de vagas.

Sulayne Shiratori concedeu entrevista à Embrapa Café. Confira.

Embrapa Café: Sulayne, você poderia nos contar um pouco da história do Café no Brasil?

Sulayne Shiratori: A história do café no Brasil mistura-se com um pouco de romantismo. Uma missão oficial do militar luso-brasileiro Francisco de Melo Palheta, em 1727, trouxe a primeira muda de café para o Brasil. Francisco, considerado um ‘Don Juan’, teria seduzido a esposa do governador da Guiana Francesa. Foi ela quem lhe deu a muda, escondida dentro de um vaso de planta. Chegando ao Brasil, o café encontrou todas as condições favoráveis para florescer. A primeira muda que chegou ao Brasil entrou pelo porto do Pará. Em seguida, foi para o Paraná, difundiu-se pelas montanhas do Espírito Santo, por algumas regiões do Estado do Rio de Janeiro e foi descendo para a alta mogiana, em São Paulo. Hoje, o Brasil é considerado o maior produtor e exportador de café no mundo e o segundo maior consumidor, ficando atrás somente dos Estados Unidos. O Estado de Minas Gerais é considerado o maior parque cultural de café, responsável por mais de 50% da produção brasileira.

EC: Quais são os principais requisitos para a obtenção de um café de qualidade?

SS: Eu destacaria a mão-de-obra especializada, o uso da tecnologia aliada ao controle de pragas, o manejo sustentável, solo, clima e altitude favorável. O pós-colheita, que é o processo de secagem e beneficiamento do grão, e também o momento da classificação e descarte dos defeitos, também são importantíssimos. A torra é o momento de alquimia do café. É ela quem vai dar ênfase a todas as características sensoriais dos grãos. Porém, se feita de maneira incorreta, irá danificar, literalmente queimar, todas as suas propriedades. Além disso, é importante que o café seja estocado em locais adequados para evitar problemas de fermentação e oxidação.
EC: Para alguém que aprecia o café simples, do dia a dia, que recomendações você daria e quais as opções de preparo em casa?

SS: Em primeiro lugar, cuidado com a escolha da marca. Hoje, a Associação Brasileira da Indústria de Café – Abic – proporciona selos de pureza e qualidade para garantir que o consumidor compre um café justo. Recomendo que confiram esses selos. Além disso, há alguns segredinhos para o preparo, como a escolha da água. O ideal é que ela seja filtrada ou mineral, porque o cloro interfere no sabor do café. Outra dica – que parece óbvia, mas que é importante para uma boa bebida – é não ferver a água. O pó de café, além de volátil, é muito sensível. Assim que a água começa a entrar em ebul ição, o fogo deve ser desligado para evitar aquele sabor amargo e o cheiro de borracha queimada. Estar dentro de uma garrafa térmica não garante que o café vá durar a tarde inteira. Um bom café precisa ter frescor. O aroma e o sabor estão no frescor. Como o café oxida com muita facilidade, é recomendado deixá-lo somente 30 minutos dentro da garrafa térmica.

EC: Como o café deve ser armazenado em casa para que suas propriedades sejam preservadas?

SS: O ideal é que o café seja mantido em sua embalagem original. Depois de aberta, essa embalagem deve ser armazenada dentro de outro pote com tampa e mantida dentro da geladeira para que o café conserve suas propriedades.

Atributos positivos dos cafés do Brasil – Principais regiões produtoras: Sul de Minas – café de corpo e doçura moderados, com acidez cítrica de média a alta; Matas de Minas – produzidos nas zonas altas, apresentam bom corpo, acidez e doçura; Chapada de Minas – aroma e bebida são consistentes, além de equilíbrio e corpo e acidez; Cerrado de Minas – cafés encorpados, com excelente aroma e doçura; Centro-Oeste – cafés com baixa acidez, corpo moderado e levemente doces; Mogiana (São Paulo) – café de corpo e acidez equilibrados com excelente doçura natural; Montanhas do Espírito Santo – produzidos nas zonas altas, têm bom corpo, acidez e doçura – exótico; Conilon Capixaba – Sabor típico, é a base de muitos blends de Torrado&Moído e Solúveis; Paraná – cafés de médio corpo, com sabor característico, baixa acidez e doçura; Planalto da Bahia – cafés semi-encorpados, com acidez diferenciado e doçura natural; Cerrado da Bahia – equilíbrio de corpo e doçura, com acidez típico refinada; Conilon de Rondônia – sabor típico, é a base de muitos blends de Torrado&Moído e Solúveis.

22 maio

Museu do Café celebra o Dia Nacional do Café com harmonizações e degustações gratuitas

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

Museu do Café celebra o Dia Nacional do Café com harmonizações e degustações gratuitas

 

Museu do Café Museu do Café

No dia 24, os visitantes poderão provar harmonizações dos mais variados tipos de cafés. No dia seguinte, é a vez das degustações de bebidas e pratos preparados com o grão

Bastante presente nos lares dos brasileiros, o café é uma das bebidas mais consumidas no país, levando o Brasil ao posto de segunda nação que mais consome o produto em todo o mundo. Desde 2005, devido a essa presença e importância da bebida, foi instituído o dia 24 de maio como o Dia Nacional do Café. No Museu do Café, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, as celebrações contarão com harmonizações exclusivas de diferentes tipos de cafés e degustações gratuitas de pratos feitos à base do grão, ressaltando o sabor e aroma característicos do fruto.

No dia 24, os visitantes do Museu poderão, a partir das 11h30, degustar harmonizações de variados tipos de café, extraídos de modos diferentes e acompanhados de mini tortinhas, que irão realçar os sabores. As combinações e variações de cafés e doces mudarão a cada horário, oferecendo a possibilidade para o público experimentar diversas combinações.

No dia seguinte, as comemorações pelo Dia Nacional do Café trazem ao Museu o renomado chef André Ahn, do Restaurante Guaió, e também o barista Rogério Rabbit. Juntos, os dois oferecerão degustações de pratos e drinks feitos à base de café. O chef André Ahn apresentará quatro pratos e o barista Rabbit servirá três drinks especialmente preparados para a ocasião.

Virada Cultural – Para comemorar a Virada Cultural Paulista, que acontecerá nos dias 25 e 26 de maio, o Museu do Café oferece duas monitorias especiais. Para os adultos, “Um olhar em perspectiva”, e para as crianças e adolescentes, a “Visita Curiosa”. Ambas acontecem no dia 25, às 19 horas.

Além disso, O Museu também traz, no dia 25, os artistas Paulo von Poser e Cláudia Braga para uma Oficina de Cartões Postais. A atividade também acontecerá às 19 horas e as inscrições podem ser feitas gratuitamente pelo e-mail inscricao@museudocafe.org.br ou pelo telefone (13) 3213-1750.

Já no dia 26, quem marca presença e promete agitar os visitantes do Museu é o Rancho Folclórico Portuguesa Santista. O grupo, que é composto por diversos músicos e dançarinos, se apresenta a partir das 15h trazendo o melhor da cultura portuguesa. Todas as atividades são gratuitas.

O Museu do Café fica localizado à rua XV de Novembro, 95, no Centro Histórico de Santos. Seu horário de funcionamento é de terça a sábado, das 9h às 17h, e aos domingos entre 10h e 17h. Os ingressos custam R$ 5, estudantes e pessoas acima de 60 anos pagam meia-entrada. Entrada gratuita aos domingos durante o ano todo e, em comemoração à Semana de Museus, entrada gratuita também aos sábados durante todo o mês de maio. Já a Cafeteria do Museu funciona de segunda a sábado, das 9h às 18h, e aos domingos entre 10h e 18h. Outras informações estão disponíveis no site www.museudocafe.org.br.

Serviço

Programação “Dia Nacional do Café”
Harmonização de cafés e doces
Data: 24/05
Horários:
11h30 e 14h30
Tipo de café: Chapadão do Ferro
Tipo de extração: coado
Harmonização com mini tortinhas de chocolate
12h30 e 15h30
Tipo de café: Café Alta Mogiana
Tipo de extração: french press – francesinha (café prensado)
Harmonização com mini tortinhas de doce de leite
13h30 e 16h30
Tipo de café: Café Sul de Minas
Tipo de extração: italiana (café fervido)
Harmonização com mini tortinhas de limão
Local: Cafeteria do Museu
Endereço: Rua XV de Novembro, 95 – Centro
Preço: Grátis

Degustações de pratos e bebidas à base de café

Data: 25/05
Horário: 15h
Local: Cafeteria do Museu
Endereço: Rua XV de Novembro, 95 – Centro
Preço: Grátis

Programação Virada Cultural Paulista

Monitorias especiais – “Um olhar em perspectiva” e “Visita Curiosa”
Data: 25/05
Horário: 19h
Local: Museu do Café
Endereço: Rua XV de Novembro, 95 – Centro
Preço: Grátis

Oficina de Cartões Postais
Data: 25/05
Horário: 19h
Local: Museu do Café
Endereço: Rua XV de Novembro, 95 – Centro
Preço: Grátis

Apresentação Rancho Folclórico Portuguesa Santista

Data: 26/05

Horário: 15h
Local: Museu do Café
Endereço: Rua XV de Novembro, 95 – Centro
Preço: Grátis

Buy Philips sonicare toothbrush heads click: philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush  | sonicare toothbrush heads  | best electric toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | kids toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | replacement toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | Quality sonicare toothbrush heads for sale. |
IT Zertifizierung click: Cisco 700-101 Antwort  | IBM c2010-657 Zertifizierungsprfung  | Oracle 1Z1-117 Antwort  | Oracle 1Z1-511 Prfung  | Cisco 200-125 Zertifizierung  | Cisco 350-080 Zertifizierung  | Cisco 300-135 Zertifizierungsprfung  | Microsoft 070-121 Prfung Frage  | 642-874 Zertifizierung  | 070-346 fragen  | 200-125 fragen  | Oracle 1Z0-144 Zertifizierung  | http://www.exam-qa.de/  | Cisco 300-135 Prfung  | Oracle 1Z0-147 Prfung Antwort  | 642-871 Frage und Antwort  | Microsoft 70-412 Zertifizierungsprfung  | Microsoft 70-315 Prfung Fragen  | Cisco 640-911 Zertifizierung  | IBM 000-106 Frage  | Microsoft 070-121 Prfung  | Microsoft 70-413 Prfung  | Microsoft 70-270 Fragen  | 300-101 Frage und Antwort  | Prfung 200-310  | Prfung 400-101  | 1Y0-201 Zertifizierungsfragen  | Prfung 210-060  | 1V0-601 Zertifizierungsfragen  | Prfung Cisco 640-916  | Prfung 200-105  | Prfung CISSP  | Microsoft 70-515 Prfung dumps  | Cisco 700-501 Zertifizierungsprfung  | Prfung 200-105  | Prfung 300-101  | Prfung 2V0-621D  | Prfung 300-135  | Prfung 300-115  | Prfung 400-051  | Prfung 210-065  | Prfung 100-105  | Prfung 300-320  | Prfung 210-260  | Prfung 300-115  | 210-065 Prfung  | 810-403 fragen  | 101-400 Zertifizierung  | 070-270 Zertifizierung  | Zertifizierung 600-455  | 640-916 Zertifizierung  | Zertifizierung cog-615  | 3101 fragen  | Microsoft 70-411 Zertifizierung  | Cisco 350-030 Zertifizierung  | Cisco 350-030 Zertifizierung  | IBM c2010-652 Frage und Antwort  | 350-020 fragen  | 100-105 fragen  | Microsoft 74-679 Zertifizierung  | OG0-093 Zertifizierung  | 300-075 fragen  | 000-102 fragen  | 000-605 fragen  | 200-125 Zertifizierung  | 640-822 fragen  | 640-460 Zertifizierung  | Cisco 200-125 Frage  | Microsoft 70-178 Zertifizierung  | IT Exam Frage und Antwort.