nome blog

Blog Café Fácil - O melhor conteúdo sobre Soluções em Café
29 maio

Beber quatro cafés por dia está longe de fazer mal à saúde

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

29/05/20150

A Autoridade Europeia de Segurança Alimentar (EFSA) recomendou oficialmente que o consumo diário de cafeína não ultrapasse 400 miligramas para um adulto, ou seja, o equivalente a pouco mais de quatro expressos. Para as gestantes, essa recomendação cai para 200 miligramas por dia, e para crianças e adolescentes, o cálculo é de 3 miligramas por quilo. Segundo a EFSA, para além desse limite há riscos à saúde, sobretudo problemas cardiovasculares. A EFSA explica que:

"O risco para a saúde não é enorme, mas ele existe. A principal mensagem é que os consumidores devem levar em consideração as diferentes fontes de cafeína, além do café."

De fato, o órgão europeu se debruçou sobre os riscos causados pela cafeína "proveniente de todas as fontes alimentares" e sobretudo dos energéticos. As conclusões foram obtidas após a análise de 39 pesquisas realizadas em 22 países europeus, que no final envolveram mais de 66.500 pessoas.

A frase que ficará dessa meta-análise (feita sobre a base de dados obtidas de outros estudos) poderá ser: "Não se deve beber mais de quatro cafés por dia". Do outro lado do Atlântico, as pessoas preferem ver o copo (de café) meio cheio. O Comitê Consultivo para as Recomendações Alimentares dos Estados Unidos (Dietary Guidelines Advisory Committee) também acaba de publicar um documento que menciona, pela primeira vez, o café.

Ele chegou mais ou menos às mesmas conclusões que os europeus, mas as formulou de forma diferente. Na verdade, observou que existe uma série de indícios bem fortes para dizer que o consumo de 400 miligramas de cafeína por dia não é nocivo para a saúde, e tem até efeitos positivos.

"O café é uma mistura complexa de produtos químicos, e seus benefícios para a saúde ainda não estão claros", relata o jornal britânico "The Guardian". Mas, pela primeira vez, essa agência de regulação norte-americana diz oficialmente que o café não é fundamentalmente ruim para você, apesar de sua reputação.

A má reputação do café

Existem muitos estudos científicos sobre os efeitos do café. No "New York Times", o pesquisador Aaron E. Carroll tentou compilá-los, fazendo um levantamento das meta-análises, e ele chega à conclusão de que o café, bebido com moderação, é inofensivo ou até benéfico às vezes.

"A maioria de nós não bebe café porque acha que isso pode nos proteger. Mas não há praticamente nenhuma evidência que prove isso."

Para ser bem claro, ele enumera os estudos e suas conclusões.

O consumo de café a longo prazo e os riscos cardiovasculares

Em 2014, uma equipe se debruçou sobre 36 estudos que envolveram mais de 1,27 milhão de pessoas. Conclusão: "As pessoas que tinham um consumo moderado de café, de três a cinco xícaras por dia (segundo o mesmo Dr. Carroll, uma xícara representa 8 onças ou 226 gramas), eram as que menos corriam riscos." Aqueles que bebiam mais de cinco xícaras por dia não estavam mais expostos a esse tipo de problema do que aqueles que não bebiam nada.

O consumo de café e os acidentes vasculares cerebrais

Em 2012, dados obtidos junto a 480 mil pessoas mostravam que "o consumo de duas a seis xícaras de café por dia estava associado a um menor risco de AVC, comparado com um consumo zero".

O consumo de café e a insuficiência cardíaca.

Outra meta-análise constatou que "um consumo moderado estava associado a um risco menor, e o menor risco de todos estava entre aqueles que consumiam quatro xícaras por dia em média". O mínimo para que "más associações" fossem observadas era de dez xícaras por dia.

O consumo de café e o mal de Parkinson e o mal de Alzheimer.

No que diz respeito a distúrbios neurológicos, as meta-análises mais recentes notaram que um consumo moderado de café reduzia os riscos de Parkinson e "tinha um efeito protetor" contra o Alzheimer.

"Ninguém está sugerindo que você deva beber café pela saúde", conclui o pesquisador. "Mas beber café moderadamente está associado a riscos menores para quase todas as doenças cardiovasculares, ao contrário do que se ouve sobre os perigos do café e da cafeína. Não consigo pensar em outro produto que tenha tantas indicações epidemiológicas positivas."

Tradução: UOL / Le monde

26 maio

Brasileiros descobriram que café pode evitar a cárie, removendo até mesmo a placa bacteriana

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

 

Uma nova pesquisa sugere que, bebendo com moderação, o café pode realmente ajudar com certas doenças da boca.

Cientistas brasileiros descobriram que um certo tipo de grão de café possui uma propriedade antibacteriana. Se ele está forte, preto, sem açúcar, e com moderação, pode sim ajudar a manter a saúde dos dentes.

Cientistas da Universidade Federal do Rio de Janeiro testaram em dentes de leite extraídos com um extrato de Coffea canephora, um tipo de grão que representa 30% do café do mundo.

Eles descobriram que o café quebra ativamente o biofilme bacteriano que causa placas dentárias, uma das principais causas de outros problemas com a boca.

A chefe da pesquisa, Andréa Antônio, disse: "Estamos sempre à procura de compostos naturais – alimentos e bebidas que possa ter um impacto positivo sobre a saúde dental”.

Os pesquisadores acreditam que os antioxidantes polifenóis do café foram provavelmente responsáveis pelo efeito da quebra, mas disseram que mais pesquisas são necessárias para estabelecer uma ligação direta.

Professor Antônio, consultado pelo DailyMail, escritor de revista sobre microbiologia aplicada, alertou que muito café ainda pode ser ruim para os dentes. Ele afirma: "Embora este seja um resultado emocionante, temos de ter o cuidado de acrescentar que existem problemas associados com o consumo de café em excesso, incluindo a coloração amarelada e os efeitos da acidez sobre o esmalte do dente”.

"A mesma coisa acontece se você tomar uma grande quantidade de açúcar e creme adicionados em seu café: os efeitos positivos sobre a saúde dental são, provavelmente, nulos”, reitera o professor.

Outra investigação paralela descobriu que um efeito similar pode ser encontrado em folhas de lúpulo, usadas para fazer cerveja. Cientistas da Universidade de Farmácia e Ciências da Vida de Tóquio, no Japão, descobriram que as folhas contêm polifenóis que podem impedir a liberação de toxinas bacterianas na boca.

Yoshihisa Tanaka, escrevendo para o Journal of Agricultural and Food Chemistry, disse: "Todos os anos, os agricultores colhem cerca de 2.300 toneladas de lúpulo, nos Estados Unidos, mas as brácteas não são usadas para fazer cerveja e são descartadas. Assim, há potencialmente uma grande quantidade de brácteas que pode ser reutilizado em aplicações dentárias”.

Fonte Jornal da Ciência

25 maio

Com alta na produção em cápsula, setor cafeeiro espera crescer 2% em 2015

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

 

capsula-espressione

Publicado em 25/05/2015

O setor cafeeiro deve crescer 2% este ano no país. Em ascensão está principalmente o segmento ligado à produção de café em cápsula (monodose) para uso em máquinas domésticas, que espera aumento nas vendas na faixa de 40% a 50%, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic). Segundo a entidade, o café é consumido em 98,2% dos lares brasileiros.

“Como o setor vem passando por renovações tecnológicas, principalmente no que chamamos de monodose, o volume de investimento nos últimos anos tem crescido bastante”, disse neste domingo (24) à Agência Brasil o diretor executivo da Abic, Natan Herskowicz, no Dia Nacional do Café. “As pesquisas apontam que, em 2014, tivemos um crescimento de 54% em relação a 2013”, acrescentou.

Segundo ele, o mercado de café em cápsula tem recebido muitos investimentos em tecnologia, principalmente nas máquinas usadas para preparo das cápsulas, consumidas em 91% dos lares. São Paulo e estados da Região Sul concentram 53% das vendas, mas as empresas que atuam neste segmento esperam um crescimento de até 20% dos lares nos próximos dez anos.

A perspectiva de aumento no setor é confirmada pelo anúncio de dois agrandes investimentos na cidade de Montes Claros (MG) para construção de fábricas de produção de cápsulas no país, com a previsão de recursos de R$ 285 milhões.

Pesquisa encomendada pela Abic mostra que a forma tradicional de fazer café, com garrafa e filtro, ainda é a mais popular. Cerca de 84% dos consumidores preparam o café filtrado, enquanto 4% declaram preparar o produto em monodoses ou cápsulas.

Os dados também mostram que 44% do público respondem que estariam dispostos ou muito dispostos a pagar a mais por um café de qualidade superior. Segundo o diretor da Abic, esses dados levam o setor a apostar na popularização do chamado café gourmet. “Em geral, o café que o brasileiro consome tem melhorado muito a qualidade, mas nós temos um segmento que está voltado mais para esses café com um sabor mais apurado, inclusive pagando um pouco mais por isso”, ressaltou o diretor executivo da Abic.

Ele disse que, apesar de cautela com o cenário econômico do país, não há expectativa de redução do setor cafeeiro como um todo. “As preocupações são compartilhadas pelas expectativas da economia, mas como o café é um produto de consumo diário e com custo baixo as oscilações da economia não interferem tanto no setor.”

O Brasil é o maior produtor e exportador mundial de café e o segundo no mercado consumidor – atrás apenas dos Estados Unidos. Dados do setor mostram que consumo interno de café no Brasil, que havia registrado uma retração de -1,23% em 2013, mostrou recuperação de 1,24%, atingindo a produção de 20,333 milhões de sacas nos 12 meses compreendidos entre Novembro/2013 e Outubro/2014. A expectativa é que o setor possa chegar a um crescimento de 2% em 2015. Com informações da Agência Brasil.

24 maio

A Café Fácil comemora com você neste domingo, 24 de Maio, o Dia Nacional do Café

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

 

 

eu amo café

23 maio

Comemore! Hoje é o Dia Nacional do Café

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

Dia-do-cafe

Aproveite e seja você o barista: escolha sua xícara predileta e crie uma receita especial para comemorar a data

O café faz parte do dia a dia de milhares de brasileiros. Consumido regularmente, o café é uma bebida natural e saudável que pode prevenir inúmeras doenças, além de ajudar a despertar, dar pique e energia. E aqueles que adoram um cafezinho coado na hora, ou extraído da máquina de ‘espresso’, ou mesmo preparado em cápsulas e sachês, têm um motivo a mais para comemorar: domingo, 24 de Maio, é o Dia Nacional do Café.

Incorporada ao Calendário Brasileiro de Eventos por sugestão da ABIC – Associação Brasileira da Indústria de Café, a data simboliza o início da colheita em grande parte das regiões cafeeiras e é celebrada por produtores, cooperativas, exportadores, cafeterias e pelas indústrias que, em parceria com o varejo, promovem ações locais com lançamentos de novos produtos e realização de degustações nos pontos de venda.

Além de maior produtor e exportador mundial de café, o Brasil é o segundo maior país consumidor de café (após os Estados Unidos), com mais de 20 milhões de sacas industrializadas em 2014. Trata-se de um mercado que se renova continuamente, com os brasileiros descobrindo novas formas de preparo e de consumo. As indústrias – não só torrefadoras, mas também empresas fabricantes de produtos afins –, investem continuamente em inovação, e hoje são tantas as variedades e marcas de café, máquinas e acessórios à disposição que é possível ter uma pequena cafeteria em casa ou mesmo no escritório. Essa é uma das razões das pessoas estarem diversificando as formas de preparo, adicionando ao café filtrado consumido nos lares, também os cafés ‘espressos’, cappuccinos e outras combinações com leite. Outra razão é a melhoria da qualidade do café que vem sendo ofertado aos consumidores.

O mercado brasileiro também se destaca pelo consumo de café fora do lar, que segue crescendo (representou 33% do consumo total em 2014), com um número cada vez maior de cafeterias, restaurantes, padarias e pontos de dose, quase todos eles oferecendo bebidas de qualidade boa a ótima, preparados por baristas bem treinados e informados. Da mesma forma, o consumo dos cafés porcionados, seja em sachês ou em cápsulas, bem como, a forma tradicional de café torrado em grão para uso em máquinas automáticas e profissionais, alcançam níveis de crescimento acima de 20% ao ano, embora ainda seja a menor parte do mercado.

As cápsulas estão presentes em 1% dos lares, segundo pesquisa da AC Nielsen, em 2014, mas é um segmento que tem grande potencial de crescimento, visto que os consumidores estão reconhecendo e valorizando a qualidade. Só em 2014 surgiram novas empresas importadoras de cápsulas e de máquinas, enquanto outras já montaram suas instalações industriais e produzem localmente.

Outro destaque do mercado brasileiro de café nestes últimos anos foram as lojas virtuais. Com elas, consumidores de qualquer canto do Brasil podem adquirir cafés de alta qualidade, de origens brasileiras e estrangeiras bem como, máquinas e acessórios ou equipamentos para preparo de cafés filtrados e ‘espressos’.

Vem crescendo também no país, e isso desde meados de 2006, a oferta de centenas de cafés de alta qualidade, os chamados cafés gourmet ou especiais. O Brasil tornou-se o país produtor que mais fornece grãos especiais e de alta qualidade para o mundo, e os consumidores brasileiros têm esses cafés à sua disposição.

Com seus programas de qualidade e certificação, a ABIC e suas associadas têm colaborado diretamente no bom desempenho do mercado. Desde o lançamento do Selo de Pureza, em 1989, a entidade acompanha as tendências de consumo, criando ferramentas que auxiliem as indústrias a melhor posicionar seus produtos. É o caso do Programa de Qualidade do Café (PQC), lançado em 2004 e que criou as categorias de produto Tradicional, Superior e Gourmet e do Programa Café Sustentável do Brasil (PCS), de 2006, que certifica a produção sustentável do café desde a fazenda até a indústria.

Uma das bebidas mais antigas da humanidade, o café é um produto que se renova e se mantém continuamente na vida dos brasileiros. Seja para ser tomado logo cedo, para ajudar a despertar; seja para ser saboreado prazerosamente no meio da tarde, para renovar as energias. Neste domingo, seja o barista: escolha sua xícara predileta e crie uma receita especial para comemorar o Dia Nacional do Café!

20 maio

Cápsulas contribuem para qualidade, diz 3corações

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

20-05-2015

cafe_com_leite2

O consumo de café em cápsulas deve continuar a crescer no país e contribuir para melhorar a qualidade dos cafés de uma maneira geral. Essa é a opinião de Pedro Lima, presidente do Grupo 3corações, que já comercializa o produto e está investindo em uma fábrica de café em cápsulas em Montes Claros (MG). A unidade deve entrar em operação no segundo semestre de 2016.

Lima, que participou ontem do 6º Forum Coffee&Dinner, em São Paulo, disse que o tradicional café coado continuará a ter a preferência do brasileiro, mas que as cápsulas são uma tendência e que seu consumo tem crescido ­ diferentemente de categorias como o solúvel, cujo consumo está praticamente estagnado.

De uma demanda interna total de 20,3 milhões de sacas em 2014, 1,7% foi destinada às cápsulas no Brasil. No ano anterior, o percentual fora de 1,1% para um consumo doméstico de 20,1 milhões sacas de café, conforme pesquisa da Nielsen encomendada pela Associação Brasileira da Industria de Café (Abic) e apresentados por Lima. Já o consumo de solúvel correspondeu a 9,1% do total em 2013 e a 9,3% do total em 2014.

"A penetração nos lares está aumentando", observou. Em 2014, as cápsulas estavam presentes em 1% dos lares ­ o que significa 474 mil residências, que compraram 800 gramas de café em cápsulas, em média, no ano.

Outra pesquisa apresentada por Lima, realizada pela GFK, indica que os três maiores players de cápsulas no país são, respectivamente, Dolce Gusto, Três (do Grupo 3corações) e Nespresso.

Para Lima, as "indústrias de café têm se qualificado, mas têm de fazer mais. Senão, vamos ter que importar café", disse, numa alusão à decisão do governo de autorizar a importação de café do Peru pela indústria. Ele admitiu que no futuro isso pode ocorrer, "mas tudo tem momento".

Segundo ele, é "preciso melhorar o café tradicional, do dia a dia", no país que tem o segundo maior consumo mundial da bebida e onde a demanda cresce 1,24% ao ano. Segundo a Nielsen, são 81 litros de café por habitante e uma penetração em 98,7% dos lares nacionais. O presidente do 3corações também disse que a consolidação no mercado vai continuar. Hoje, afirmou, as dez maiores empresas têm 74% do volume de café do mercado, entre 455 empresas associadas à Abic.

Lima acredita que a produção brasileira de café na safra 2015/16 deverá chegar a 50 milhões de sacas. Para ele, os preços do café " estão em um patamar saudável. [Mas o comportamento das cotações] Vai depender da agressividade das exportações", afirmou ele

Fonte: Valor Econômico

Buy Philips sonicare toothbrush heads click: philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush  | sonicare toothbrush heads  | best electric toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | kids toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | replacement toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | Quality sonicare toothbrush heads for sale. |
IT Zertifizierung click: Cisco 700-101 Antwort  | IBM c2010-657 Zertifizierungsprfung  | Oracle 1Z1-117 Antwort  | Oracle 1Z1-511 Prfung  | Cisco 200-125 Zertifizierung  | Cisco 350-080 Zertifizierung  | Cisco 300-135 Zertifizierungsprfung  | Microsoft 070-121 Prfung Frage  | 642-874 Zertifizierung  | 070-346 fragen  | 200-125 fragen  | Oracle 1Z0-144 Zertifizierung  | http://www.exam-qa.de/  | Cisco 300-135 Prfung  | Oracle 1Z0-147 Prfung Antwort  | 642-871 Frage und Antwort  | Microsoft 70-412 Zertifizierungsprfung  | Microsoft 70-315 Prfung Fragen  | Cisco 640-911 Zertifizierung  | IBM 000-106 Frage  | Microsoft 070-121 Prfung  | Microsoft 70-413 Prfung  | Microsoft 70-270 Fragen  | 300-101 Frage und Antwort  | Prfung 200-310  | Prfung 400-101  | 1Y0-201 Zertifizierungsfragen  | Prfung 210-060  | 1V0-601 Zertifizierungsfragen  | Prfung Cisco 640-916  | Prfung 200-105  | Prfung CISSP  | Microsoft 70-515 Prfung dumps  | Cisco 700-501 Zertifizierungsprfung  | Prfung 200-105  | Prfung 300-101  | Prfung 2V0-621D  | Prfung 300-135  | Prfung 300-115  | Prfung 400-051  | Prfung 210-065  | Prfung 100-105  | Prfung 300-320  | Prfung 210-260  | Prfung 300-115  | 210-065 Prfung  | 810-403 fragen  | 101-400 Zertifizierung  | 070-270 Zertifizierung  | Zertifizierung 600-455  | 640-916 Zertifizierung  | Zertifizierung cog-615  | 3101 fragen  | Microsoft 70-411 Zertifizierung  | Cisco 350-030 Zertifizierung  | Cisco 350-030 Zertifizierung  | IBM c2010-652 Frage und Antwort  | 350-020 fragen  | 100-105 fragen  | Microsoft 74-679 Zertifizierung  | OG0-093 Zertifizierung  | 300-075 fragen  | 000-102 fragen  | 000-605 fragen  | 200-125 Zertifizierung  | 640-822 fragen  | 640-460 Zertifizierung  | Cisco 200-125 Frage  | Microsoft 70-178 Zertifizierung  | IT Exam Frage und Antwort.