nome blog

Blog Café Fácil - O melhor conteúdo sobre Soluções em Café
25 jun

CAFEICULTORES SE DEDICAM A PRODUZIR GRÃOS ESPECIALMENTE PARA RESTAURANTES

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

Os cafeicultores Hugo Wolff, da Fazenda Portal da Serra, de Ibiraci, Minas Gerais, e Mariano Martins, da Fazenda Santa Margarida, região sorocabana do estado de São Paulo, estão cada vez mais focados em desenvolver cafés personalizados para restaurantes e cafeterias. Wolff montou no ano passado uma pequena torrefação na zona norte da capital e já tem seus cafés servidos no restaurante Conceição Discos, e em cafeterias como King of the Fork, Beluga, Torra Clara e O Café. Martins diz que já criou dezenas de blends (combinações de grãos) para seus clientes. "Fazemos um desenvolvimento sensorial dirigido a cardápios específicos e perfil de público. No restaurante Oui, por exemplo, a ideia é que a bebida harmonize com a carta de sobremesas", diz. Recentemente ele passou a assinar cafés servidos no restaurante Vito, de André Mifano.

Quem também se rendeu aos cafés de alta qualidade há algum tempo é Bel Coelho. A chef dedica um curso do seu menu-degustação de 12 tempos exclusivamente à bebida, no espaço Clandestino, em São Paulo. "Sirvo café coado da FAF [Fazenda Ambiental Fortaleza] acompanhado de queijos brasileiros e méis de abelhas nativas. A reação dos clientes é muito positiva, pois eles gostam de conhecer mais sobre café e muitas vezes aceitam a sugestão de não tomar com açúcar", afirma Bel, que já esteve três vezes na fazenda, em Mococa (a 262 km de São Paulo), uma delas para gravação de um programa de TV.

Café com queijo e mel, no Clandestino (Rubens Kato/Divulgação) 

Felipe Croce, da FAF, criou um estúdio no bairro do Sumaré, em São Paulo, onde torra seus próprios grãos e atende essa demanda, segundo ele, crescente, de restaurantes em busca de um café feito "sob medida". Para ele, o contato com chefs de cozinha é produtivo, pois há uma afinidade na linguagem, que envolve sensibilidade olfativa e gustativa, fundamental para criar uma bebida personalizada. Além de Bel Coelho, é seu cliente o francês Thierry Buffeteau, responsável pelos restaurantes do hotel Grand Hyatt em São Paulo, que se diz apaixonado pela filosofia do cafeicultor. "Além de oferecer os grãos que servimos em nosso restaurante C- Cultura Caseira, eles ajudam pequenos produtores da região com apoio à produção sustentável e colocação de seus produtos no mercado".

Recentemente Croce recebeu a visita do chef Alberto Landgraf, do paulistano Epice, um dos brasileiros agraciados com uma estrela no guia "Michelin" neste ano. O chef diz que embora já utilize grãos orgânicos da Fazenda Nobre, de propriedade de seu sócio, está trabalhando para se diferenciar ainda mais no serviço de cafés, por isso visitou a FAF. "Quero ampliar variedades e formas de extração, hoje só sirvo a bebida no método espresso automatizado. Acho que tenho obrigação de oferecer opções diferentes aos meus clientes, pois vejo que uma parte deles já está interessada em cafés de qualidade."

Dez lugares
Confira endereços paulistanos que apostam em cafés com origem e assinatura

Meats Hamburgueria
r. dos Pinheiros, 320, Pinheiros; tel. (11) 2679-6323
Variedades Bourbon Amarelo, Catuaí Amarelo e Catuaí Vermelho, produzidos e torrados por Mariano Martins, da fazenda Santa Margarida, São Manuel, SP. Os aromas dominantes são de caramelo e baunilha e o café é preparado no coador e servido numa garrafa térmica que vai até a mesa do cliente

Conceição Discos
r. Imaculada Conceição, 151 – Vila Buarque
A chef Talitha Barros serve café da variedade Caparaó Amarelo produzido a 1.200 metros de altitude, por Manoel Protazio de Abreu, no Espírito Santo, e torrado por Hugo Wolff em São Paulo. Na xícara, a bebida sugere notas de pitanga, especiarias e mel

Oui
r. Vupabussu, 71, Pinheiros; tel. (11)3360-4491
Café composto por variedades Bourbon Amarelo e Catuaí Vermelho da fazenda Santa Margarida, SP, produzidos e torrados por Mariano Martins. Bebida de corpo médio, com aroma que lembra frutas amarelas e boa potência na xícara

Forquilha
r. Vupabussu, 347, Pinheiros; tel. (11) 2371-7981
A mestre de torra do Sofá Café, Regina Machado, criou para o restaurante um blend das variedades Maragogipe e Bourbon Amarelo, da Fazenda Baú, MG, com bastante doçura, um toque azedinho e quase nenhum amargor

Comedoria Gonzales
r. Pedro Cristi, 89, Pinheiros (no Mercado de Pinheiros)
O chef Checho Gonzales encomendou ao Sofá Café grãos da variedade Bourbon Vermelho da fazenda Baú, MG, e oferece cafés encorpados, com doçura natural à baixa acidez

Kosushi
r. Viradouro, 139, Itaim Bibi; tel. (11) 3167-7272
Variedade Bourbon Amarelo produzido pela fazenda Santa Alina em São Sebastião da Grama, SP, e torrados por Suplicy Cafés em São Paulo. Bebida com corpo suave, doçura marcante e leve acidez cítrica

Cha-Cha
r. Leopoldo Couto de Magalhães Júnior, 1.098, Itaim Bibi; tel. (11)2640-4004
A nova casa de Charlô Whately serve um blend do Suplicy Cafés composto pelas variedades Acaiá e Bourbon Amarelo da Fazenda Pinhal, Santo Antonio do Amparo, sul de Minas. Tem aroma frutado, paladar levemente cítrico e corpo balanceado

La Central
av. Ipiranga, 200 | Loja 53; tel. (11) 3214-5359
A casa usa grãos orgânicos da Fazenda Ambiental Fortaleza, Mococa, SP, torrados no estúdio Isso é Café, da FAF, em São Paulo. Notas de melaço de cana e açúcar mascavo compõem o blend que recebe o nome de Espresso22

Clandestino
r. Medeiros de Albuquerque, 97, Vila Madalena; tel. (11) 96055-7700
Bel Coelho só atende sob-reserva e apresenta cafés da variedade Obatã, da FAF (Fazenda Ambiental Fortaleza). Segundo a chef, é excelente no método coado, pois revela notas de frutas cítricas e nuances de baunilha e açúcar mascavo

Epice
r. Haddock Lobo, 1.002, Jardim Paulista; tel. (11) 3062-0866
Alberto Landgraf serve grãos orgânicos da fazenda Nobre, Mococa, SP, que são torrados no estúdio Isso é Café, da FAF em São Paulo. A proposta é uma bebida equilibrada com doçura natural e toques de caramelo no paladar 

Fonte: Folha de S.Paulo – Sessão Comida (Paulo Pedroso) via CCCMG

17 jun

País deve aumentar investimento em cápsula de café

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

arpeggio-(1)

Depois de ter aprovado a isenção de tarifa para importação de máquinas de café e cápsulas, no início de abril, o governo brasileiro liberou a importação de café arábica em grão do Peru. A medida, considerada inédita, deve impulsionar as indústrias do setor, sobretudo as que produzem café em cápsulas, que já reivindicavam pela importação do grão verde para compor o blend de seus produtos.

Maior produtor e exportador global de café, o Brasil ainda tem muito espaço para avançar no segmento de café gourmet, que responde por 5% do setor, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic). “O mercado de café em cápsulas ainda é menor, atingindo 2% dos lares brasileiros”, disse Nathan Herszkowicz, presidente da entidade.

A liberação da importação do grão verde do Peru foi aprovada no fim de abril, com a da Instrução Normativa Nº6, da Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). A instrução aprovou os requisitos fitossanitários para importação de grãos de café arábica produzidos no Peru. Há expectativa de que o governo libere a importação de grãos da Colômbia, Quênia e Etiópia, segundo fontes ouvidas pelo Estado.

Para Guilherme Braga, presidente do CeCafé, entidade que reúne os exportadores brasileiros, essa medida não deve afetar os produtores nacionais, uma vez que o volume importado (previsto em até 10 mil sacas de 60 quilos/ano) é voltado para produção local e para atender um nicho de mercado.

Investimentos

Nos últimos seis meses, foram anunciados pelo menos dois grandes investimentos na indústria de café para construção de unidades de produção de cápsulas no País. A Nestlé anunciou no fim do ano passado aportes de R$ 200 milhões para construir uma fábrica na cidade de Montes Claros (MG) – sua primeira unidade produtora de cápsulas no País, que será base para exportação para América Latina.

Os produtos serão para as máquinas Dolce Gusto. A unidade deve inaugurar suas operações ainda neste ano, informou a companhia por meio de um comunicado. Na mesma cidade, a Três Corações, joint venture entre a israelense Strauss e a brasileira São Miguel Holding, vai erguer uma unidade produtora de cápsulas, com um investimento total de R$ 85 milhões. O aporte será feito em duas etapas, afirmou Pedro Lima, presidente da Três Corações. A primeira fase contempla aportes de R$ 45 milhões e a segunda fase, de expansão dessa fábrica, mais R$ 40 milhões.

A unidade, cuja obra terá início no segundo semestre, deverá ser inaugurada em 2016. Hoje, a Três Corações vende no País 4 milhões de cápsulas por ano. A torrefadora comercializa sua própria máquina de café em parceria com a companhia italiana Caffitaly. “Nossa máquina foi desenvolvida para consumo não apenas de café, mas também de outras bebidas, como chá e cappuccino.”

Desde o início de abril, a importação de máquinas e cápsulas de café está isenta de tarifa, atendendo a um pedido da indústria. A importação do grão de outras origens vai permitir compor blends diferenciados de café, não só para cápsulas, mas também para o produto torrado e moído. “Há café torrado e moído de outros países nas redes varejistas”, disse Herszkowicz. Segundo ele, o País já tem 60 pequenas empresas especializadas na produção de cápsulas de café.

Em agosto do ano passado, a Brastemp lançou, em São Paulo, sua primeira máquina de bebidas. A máquina também tem um formato multiúso, capaz de fazer 0utros tipos de bebida – entre elas, café, suco, chá quente, chá gelado, refrigerante, frapês e energéticos.

Em março, a Wine, anunciou sua entrada no mercado de café, com a compra da suíça Mocoffee, companhia que comercializa máquinas e cápsulas para café. “Esse movimento mostra que a indústria de café não está parada e tem potencial para crescer”, disse Herszkowicz. Com informações da Jornal Estado de Minas / Agência Estado.

16 jun

Americana White Coffee lança café em cápsula da Marvel com Homem Aranha

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

capsulas_marvel

A White Coffee Corporation anunciou que está colaborando com a Marvel Entertainment para criar o café em porção individual Marvel Comics Coffee.

Nossos consumidores são grandes fãs da Marvel, disse o vice-presidente executivo da White Coffee Corportation, Jonathan White. Essas figuras icônicas Homem de Ferro, Hulk, Capitão América, Viúva Negra e o resto dos Vingadores além do Homem Aranha, têm legados que abrangem várias gerações.

A White Coffee é de Long Island City, Estados Unidos, e é a terceira geração de um negócio de importação e torrefação.

A Marvel Enterteinment é subsidiária da The Walt Disney Company, uma das mais proeminentes companhias de entretenimento do mundo. Ambas as companhias têm suas origens em 1939.

A linha Marvel Comics Coffee consiste de quatro variedades de porção individual, incluindo Stark French Roast do Homem de Ferro, Daily Bugle Breakfast Blend do Homem Aranha, Shield Hazelnut do Capitão América e Gamma Espresso Roast do Hulk.

As cápsulas, que estarão disponíveis nas lojas de varejo nesse ano, serão compatíveis com o sistema Keurig e cafeteiras similares.

Os aficionados por café e quadrinhos terão a chance de receber uma amostra do café no New York Comic Con, de 8 a 11 de outubro. Com informações do CaféPoint

15 jun

Santos será, durante quatro dias, a Capital do Café do Brasil

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

festival_santos_cafe_0

Foi iniciada a contagem regressiva para o I Festival Santos Café, que a partir do dia 9 de julho vai transformar a cidade na capital do Café do Brasil. Até 12 de julho, durante todo feriado prolongado em comemoração à Revolução Constitucionalista de 1932, serão realizadas várias atividades culturais, gastronômicas, lúdicas, interativas e de lazer no Centro Histórico.
A programação, gratuita e voltada para o público de todas as idades, ocupará o Boulevard da Rua XV, Praça Mauá, museus do Café e Pelé, o edifício da Construtora Phoenix, Estação do Valongo e a Casa da Frontaria Azulejada, sempre das 10h às 21h de quinta a sábado, e até às 17h no domingo.

Esses locais receberão sinalização especial do evento, com banners e bandeirinhas, assim como 10 restaurantes do Centro Histórico que vão abrir para o almoço durante todo o festival e prepararão sobremesas especiais à base de café, são eles: Allegra Café, Almoço, Atami, Bodegaia, Café Mauá, Estação Bistrô Restaurante-escola, Jamblam, Largo do Café, Porto Brasil e Tasca do Porto.
Além do Bonde Café e do Bonde Brincar, a Setur (Secretaria de Turismo) promoverá walking tours, passeios de 40 minutos com monitoria de guias de turismo, que relembrarão importantes prédios e aspectos históricos do grão que inseriu Santos no cenário econômico mundial.

A Casa da Frontaria Azulejada será transformada em um espaço artístico diferenciado. Dentre os vários artistas que apresentarão seus trabalhos inspirados no café, o caricaturista Cléber Nunes produzirá, ao vivo, retratos e estilizações utilizando café como tinta.

Locais e atrações
O Festival Santos Café ocupará, durante quatro dias, seis locais principais, com atrações diversificadas:
Boulevard da Rua XV – ‘Corredor cultural’ do evento e palco das principais atrações musicais, apresentará artistas locais e de projeção nacional interpretando blues, MPB, jazz, samba, choro e bossa nova. As principais atrações musicais serão o cantor Dom Paulinho Lima, Abbey Road (cover do The Beatles) e a Tradicional Jazz Band. Da programação, constam ainda o Ballet da Cidade de Santos, grupo Dança de Rua do Brasil e Estátuas Vivas, além de intervenções de grupos de teatro.

Museu do Café
(Rua XV de Novembro, 95) Cursos de café expresso e de ‘Latte Art’ (desenhos com leite em bebidas à base de espresso) para adultos, e contação de histórias e curso de minibarista para os pequenos. Durante os quatro dias do festival, haverá também visitas monitoradas.
Museu Pelé (Largo Marquês de Monte Alegre, 1)Oficinas gastronômicas com chefs de cozinha e baristas, apresentando diversas técnicas para o preparo de receitas à base de café, e oficinas literárias, com a produção de haicais (poemas de origem japonesa) tendo como tema ‘Café, a poesia em pequenas doses…’. A proposta é levar o público a uma verdadeira viagem pela história dos imigrantes japoneses, que vieram ao Brasil para trabalhar em lavouras de café, e a ter contato com diferentes tipos de grãos.
Casa de Frontaria Azulejada (Rua do Comércio, 93) 28 artesãos, artistas plásticos, joalheiros, antiquários e designers exporão trabalhos enfocando o café e as belezas de Santos. Dentre os artistas, Mônica Figo, autora de vários trabalhos inspirados na cidade; a designer Sandra Ceolin, responsável por jóias com conhecidas formas geométricas locais, a exemplo das muretas da praia; a ceramista Maria Angélica Dias; e Ademir Montana, com suas disputadas camisetas pintadas à mão.
Estação do Valongo (Largo Marquês de  Monte Alegre) Transformada em ‘Espaço Kids’, contará com brinquedos, maquiagem infantil e brincadeiras, além da presença do personagem Indiana Jones nos passeios do Bonde Brincar. Nas proximidades, também haverá exposição de carros antigos.
Construtura Phoenix  (Rua XV de Novembro, 141) Abrigará a exposição fotográfica ‘Do café ao cafezinho’, que mostra diferentes etapas da produção, colheita e transporte do café, assim como da preparação da bebida.
Hotéis
Cinco hotéis da cidade prepararam pacotes especiais para o Festival Santos Café. São eles: Cosmopolitan Praia Flat, Ibis, Mendes Plaza, Mercure e Parque Balneário Hotel.

13 jun

Brasileiro descobre café em cápsula e impulsiona o setor

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

Expansão esperada para vendas de ‘monodose’ é de até 50% no ano

a

Quentíssimo. Dois grandes investimentos na fabricação de cápsulas foram anunciados em Minas

 

Brasília. O setor cafeeiro deve crescer 2% neste ano no país. Em ascensão está principalmente o segmento ligado à produção de café em cápsula (monodose) para uso em máquinas domésticas, que espera aumento nas vendas na faixa entre 40% e 50%, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic). Segundo a entidade, o café é consumido em 98,2% dos lares brasileiros.

“Como o setor vem passando por renovações tecnológicas, principalmente no que chamamos de monodose, o volume de investimento nos últimos anos tem crescido bastante”, disse ontem o diretor executivo da Abic, Natan Herskowicz, no Dia Nacional do Café. “As pesquisas apontam que, em 2014, tivemos um crescimento de 54% em relação a 2013”, acrescentou.

Segundo ele, o mercado de café em cápsula tem recebido muitos investimentos em tecnologia, principalmente nas máquinas usadas para preparo das cápsulas, consumidas em 91% dos lares. São Paulo e Estados da Região Sul concentram 53% das vendas, mas as empresas que atuam nesse segmento esperam um crescimento de até 20% dos lares nos próximos dez anos.

A perspectiva de aumento no setor é confirmada pelo anúncio de dois grandes investimentos na cidade de Montes Claros (MG) para construção de fábricas de produção de cápsulas no país, com a previsão de recursos de R$ 285 milhões.

Pesquisa encomendada pela Abic mostra que a forma tradicional de fazer café, com garrafa e filtro, ainda é a mais popular. Cerca de 84% dos consumidores preparam o café filtrado, enquanto 4% declaram preparar o produto em monodoses ou cápsulas.

Diferenciado. Os dados também mostram que 44% do público responde que estariam dispostos ou muito dispostos a pagar a mais por um café de qualidade superior. Segundo o diretor da Abic, esses dados levam o setor a apostar na popularização do chamado café gourmet.

“Em geral, o café que o brasileiro consome tem melhorado muito a qualidade, mas nós temos um segmento que está voltado mais para esses café com um sabor mais apurado, inclusive pagando um pouco mais por isso”, ressaltou o diretor executivo da Abic. Ele disse que, apesar de cautela com o cenário econômico do país, não há expectativa de redução do setor cafeeiro como um todo.”

Fonte: O Tempo

12 jun

Prensa francesa

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

Prensa francesa

Os fanaticos por café são muito numerosos, os apreciadores de café também estão aumentando. Insatisfeitos com os cafés tradicionais eles buscam uma experiência verdadeira, favorecendo a qualidade e o sabor em detrimento à quantidade, uma vez que máquinas de cafés tradicionais apenas despejam água fervente sobre o pó e deixam para trás muito da essência que de fato confere a característica de um café. Para conseguir a xícara perfeita de café, muitos aficionados evitam a cafeteira convencional e preferem as prensas francesas, estes utensílios fáceis de usar já foram considerados a única forma de se preparar uma xícara de café aceitável. Porém, na preparação de um ótimo café, a seleção dos grãos faz tanta diferença quanto sua prensagem.

Para que a prensa faça seu trabalho, você precisa ter o tipo certo de grão. O aroma é uma questão de preferência, mas grãos mais torrados são os preferidos para a prensa. O importante é comprar grãos inteiros e moê-los você mesmo ao invés de comprar pó de café já moído. A rusticidade da moagem é uma parte importante para o sabor do café prensado, então você deve usar um pequeno moedor caseiro com ajuste para moagem grosseira. Por sorte, as versões elétricas de prensas não são caras e são vendidas na maior parte das lojas de departamento.

Prensas francesas são vendidas em tamanhos diferentes de acordo com a quantidade de xícaras a serem feitas, o que, obviamente, afeta o preço. Uma jarra de vidro é melhor que uma de plástico, e a maioria possui peças de aço inox que podem ser colocadas em lava louças. Para começar, ajuste o moedor para grãos brutos e moa a quantidade de grãos por 5 ou 6 segundos para fazer o número de xícaras que deseja. Geralmente, 1 colher de sopa rasa de café moído misturado com 120 ml de água (filtrada é melhor) dá a medida de uma xícara. Coloque a água fervente cuidadosamente na prensa para ocorrer a saturação adequada.

Deixe a infusão do café na prensa por 4 minutos. Você observará uma "espuma" no topo, o que significa que o preparo foi correto. Agora vem a verdadeira parte da "prensagem" do processo. Os pedaços maiores e fragmentos dos grãos moídos agiram como esponjas durante a imersão em água fervente e vagarosamente liberaram o sabor. O trabalho da prensa é extrair a maior quantidade de sabor do da borra do café, como se estivesse espremendo uma esponja. Fechando a tampa e vagarosamente pressionando a manivela, você irá extrair a água da borra. Devagar, puxe a manivela de volta à sua posição inicial, retire a tampa e o café está pronto para ser servido. O resíduo pode ser descartado ou reciclado como composto.

Buy Philips sonicare toothbrush heads click: philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush  | sonicare toothbrush heads  | best electric toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | kids toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | replacement toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | Quality sonicare toothbrush heads for sale. |
IT Zertifizierung click: Cisco 700-101 Antwort  | IBM c2010-657 Zertifizierungsprfung  | Oracle 1Z1-117 Antwort  | Oracle 1Z1-511 Prfung  | Cisco 200-125 Zertifizierung  | Cisco 350-080 Zertifizierung  | Cisco 300-135 Zertifizierungsprfung  | Microsoft 070-121 Prfung Frage  | 642-874 Zertifizierung  | 070-346 fragen  | 200-125 fragen  | Oracle 1Z0-144 Zertifizierung  | http://www.exam-qa.de/  | Cisco 300-135 Prfung  | Oracle 1Z0-147 Prfung Antwort  | 642-871 Frage und Antwort  | Microsoft 70-412 Zertifizierungsprfung  | Microsoft 70-315 Prfung Fragen  | Cisco 640-911 Zertifizierung  | IBM 000-106 Frage  | Microsoft 070-121 Prfung  | Microsoft 70-413 Prfung  | Microsoft 70-270 Fragen  | 300-101 Frage und Antwort  | Prfung 200-310  | Prfung 400-101  | 1Y0-201 Zertifizierungsfragen  | Prfung 210-060  | 1V0-601 Zertifizierungsfragen  | Prfung Cisco 640-916  | Prfung 200-105  | Prfung CISSP  | Microsoft 70-515 Prfung dumps  | Cisco 700-501 Zertifizierungsprfung  | Prfung 200-105  | Prfung 300-101  | Prfung 2V0-621D  | Prfung 300-135  | Prfung 300-115  | Prfung 400-051  | Prfung 210-065  | Prfung 100-105  | Prfung 300-320  | Prfung 210-260  | Prfung 300-115  | 210-065 Prfung  | 810-403 fragen  | 101-400 Zertifizierung  | 070-270 Zertifizierung  | Zertifizierung 600-455  | 640-916 Zertifizierung  | Zertifizierung cog-615  | 3101 fragen  | Microsoft 70-411 Zertifizierung  | Cisco 350-030 Zertifizierung  | Cisco 350-030 Zertifizierung  | IBM c2010-652 Frage und Antwort  | 350-020 fragen  | 100-105 fragen  | Microsoft 74-679 Zertifizierung  | OG0-093 Zertifizierung  | 300-075 fragen  | 000-102 fragen  | 000-605 fragen  | 200-125 Zertifizierung  | 640-822 fragen  | 640-460 Zertifizierung  | Cisco 200-125 Frage  | Microsoft 70-178 Zertifizierung  | IT Exam Frage und Antwort.