nome blog

Blog Café Fácil - O melhor conteúdo sobre Soluções em Café
25 maio

Muito além do pretinho básico

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

Mariano Martins trocou a carreira no mercado financeiro pela produção de cafés especiais

Júnior Milério | Sou Agro

Era uma vez um tataravô. No Rio de Janeiro, ele fez um empréstimo para comprar sua primeira fazenda a fim de começar a plantar café em terras fluminenses. Era 1823. Depois de quase 200 anos e algumas gerações, a tradição da família Martins continua, mas agora em São Manuel, interior de São Paulo.

E quando o pai de Mariano Martins estava prestes a se aposentar, ele, o filho, decidiu trocar a carreira no mercado financeiro pela agricultura. Ele não hesitou e afirma convicto, “o café é apaixonante!”.

Divulgação

Divulgação

Mariano Martins, herdeiro que modernizou a gestão da Fazenda Santa Margarida

Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic), pelo menos 82 litros de café foram bebidos por cada brasileiro, em 2011. O maior consumo per capita do mundo. Isso, também é resultado de muito empenho por parte dos cafeicultores, que pesquisam, inovam e oferecem novas formas de apreciar o pretinho básico da culinária.

Martins revela que, da sua produção, 30% dos grãos já fazem parte do padrão especial, o que possibilita novas experiências para o paladar do consumidor. Além desse percentual, 40% estão dentro do padrão commodities e o restante faz parte da chamada “qualidade tradicional”, para o mercado interno, o consumo comum, aquele do dia a dia.

Basicamente, commodities são produtos universais com preços referenciados em bolsas de valores. O grão de café está nessa categoria, “mas as inovações em sabores, aromas e doçura colocam o produto além desse patamar”, esclarece Martins, herdeiro de 30 anos e que está há cinco na administração da Fazenda Santa Margarida.

Uma fazenda é uma empresa
A diferença entre gerações não se reduz apenas à idade. A fazenda como empresa foi a visão de Martins, administrador formado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). “Controle gerencial, processos, estrutura e acompanhamentos não faziam parte da administração. E isso resultava em altos custos, uma escala de produção pequena, e até uma situação financeira desconfortável”, diz o cafeicultor que decidiu assumir a fazenda familiar com o objetivo inicial de reduzir custos.

Ele definiu três pilares para a nova fase da Fazenda Santa Margarida. Primeiro foi ter total domínio de tudo que é produzido. E esta foi a principal dificuldade, entender o negócio da família. “Primeiro contratei a consultoria de um agrônomo. Mas eu não podia ficar à mercê do que era dito apenas por ser dito, eu precisava entender os por quês”, diz Martins.

Para conhecer mais sobre o café, primeiro foi preciso bastante estudo. E apenas no primeiro ano, ele chegou a ler mais de mil páginas sobre cafeicultura, incluindo assuntos como pragas, sementes, entre outros. Desta forma, Martins acredita que estava devidamente capacitado para tomar as decisões necessárias.

“Atualmente temos procedimentos que são adotados apenas depois de submetidos a análises críticas, testados, para só depois serem aderidos.” E com isso, a produtividade média aumentou em 80% enquanto o custo total por saca de café caiu 15%, assegura o cafeicultor.

O segundo ponto foi o acompanhamento da gestão. “Controle!”, destaca Martins. Antes havia procedimentos que não eram garantidos, não havia números que avaliassem os produtos e os custos. “Implantei um sistema para avaliar custos, ambiente climático, entre outros aspectos”, explica o jovem. E isso permitiu tomadas de decisões mais apropriadas, como, por exemplo, o melhor momento para renovar uma lavoura, quando pulverizar.

“Isso é a base de todo nosso trabalho agrícola. Inclusive para garantir a qualidade”, afirma. Por meio de indicadores, na Fazenda Santa Margarida hoje é possível ter total controle do que acontece na produção. “O fazendeiro não pode se focar apenas na micro gestão, isso é anacrônico. Para crescer é preciso ter controle de processos e custos”, acredita ele.

Uma conquista elogiada pelo pai
O terceiro critério adotado por Martins, diz respeito à comercialização. Checar a qualidade do café produzido, peculiaridade que confere diferença de preço no mercado, também foi meta para o iniciante na cafeicultura. “Eu sabia que eram pagos valores altos por cafés fantásticos. Mas eu não sabia se o meu café era fantástico”, lembra Martins.

E para entender, ele fez cursos de prova, torrefação e entendeu que antes, os grãos não eram separados adequadamente. “Até 90% do café ficava entre apenas dois padrões”. Enquanto hoje, a empresa já faz parte da Associação Brasileira de Cafés Especiais, um orgulho para o pai, e “isso foi excepcional pra mim”, confessa Martins.

Imagem moderna para um café tradicional
Martins Café foi o nome escolhido para a nova cara dada ao produto inovado pelo Martins cafeicultor. A imagem tradicional do café na fazenda não impediu que novos produtos, com ar jovial e em embalagens descontraídas, fossem incluídos no catálogo e se espalhassem pelo Brasil.

Divulgação

Divulgação

Martins Café, grãos especiais em embalagens descontraídas e joviais

Em pouco mais de três meses no mercado, eles já estão em pelo menos 20 estabelecimentos, em cidades como São Paulo, Brasília, Londrina e outras três no Rio Grande do Sul. “Temos tradição, mas não precisamos ser sisudos, sem graça. Não temos que fazer as coisas como 100 anos atrás”, decreta ele.

O produto disponível hoje em cinco variedades já estava em desenvolvimento há três anos. O paladar do brasileiro tem suas peculiaridades, “e buscamos adequar o produto ao consumidor. Estamos começando a aprender a degustar cafés especiais”, diz Martins. E quanto mais se conhece o café, mais apaixonante é.

“Gosto muito de fazer testes, sou um tipo de professor Pardal”, brinca Martins, que diz passar metade do tempo na fazenda e a outra parte na capital paulista. Filho único e responsável pela continuidade da tradição do café na família, ele conclui dizendo que a complexidade no cultivo de café é o que mais o atrai. “Durante os próximos 30 anos pelo menos, não vou me cansar. Tenho muita coisa para conhecer e descobrir, e isso é desafiador.”

Deixe seu comentário!

*

Buy Philips sonicare toothbrush heads click: philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush  | sonicare toothbrush heads  | best electric toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | kids toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | replacement toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | Quality sonicare toothbrush heads for sale. |
IT Zertifizierung click: Cisco 700-101 Antwort  | IBM c2010-657 Zertifizierungsprfung  | Oracle 1Z1-117 Antwort  | Oracle 1Z1-511 Prfung  | Cisco 200-125 Zertifizierung  | Cisco 350-080 Zertifizierung  | Cisco 300-135 Zertifizierungsprfung  | Microsoft 070-121 Prfung Frage  | 642-874 Zertifizierung  | 070-346 fragen  | 200-125 fragen  | Oracle 1Z0-144 Zertifizierung  | http://www.exam-qa.de/  | Cisco 300-135 Prfung  | Oracle 1Z0-147 Prfung Antwort  | 642-871 Frage und Antwort  | Microsoft 70-412 Zertifizierungsprfung  | Microsoft 70-315 Prfung Fragen  | Cisco 640-911 Zertifizierung  | IBM 000-106 Frage  | Microsoft 070-121 Prfung  | Microsoft 70-413 Prfung  | Microsoft 70-270 Fragen  | 300-101 Frage und Antwort  | Prfung 200-310  | Prfung 400-101  | 1Y0-201 Zertifizierungsfragen  | Prfung 210-060  | 1V0-601 Zertifizierungsfragen  | Prfung Cisco 640-916  | Prfung 200-105  | Prfung CISSP  | Microsoft 70-515 Prfung dumps  | Cisco 700-501 Zertifizierungsprfung  | Prfung 200-105  | Prfung 300-101  | Prfung 2V0-621D  | Prfung 300-135  | Prfung 300-115  | Prfung 400-051  | Prfung 210-065  | Prfung 100-105  | Prfung 300-320  | Prfung 210-260  | Prfung 300-115  | 210-065 Prfung  | 810-403 fragen  | 101-400 Zertifizierung  | 070-270 Zertifizierung  | Zertifizierung 600-455  | 640-916 Zertifizierung  | Zertifizierung cog-615  | 3101 fragen  | Microsoft 70-411 Zertifizierung  | Cisco 350-030 Zertifizierung  | Cisco 350-030 Zertifizierung  | IBM c2010-652 Frage und Antwort  | 350-020 fragen  | 100-105 fragen  | Microsoft 74-679 Zertifizierung  | OG0-093 Zertifizierung  | 300-075 fragen  | 000-102 fragen  | 000-605 fragen  | 200-125 Zertifizierung  | 640-822 fragen  | 640-460 Zertifizierung  | Cisco 200-125 Frage  | Microsoft 70-178 Zertifizierung  | IT Exam Frage und Antwort.