nome blog

Blog Café Fácil - O melhor conteúdo sobre Soluções em Café
14 fev

Brasil consome 3,09% mais café de novembro de 2011 a outubro de 2012

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

 

Consumo per capita registrado no período chegou a quase 83 litros para cada brasileiro por ano, maior desempenho já registrado no país

06/02/2013 – Os brasileiros consumiram aproximadamente 20,33 milhões de sacas de café no período de novembro de 2011 a outubro de 2012, o que corresponde a um aumento de 3,09% em relação ao período anterior (19,72 milhões de sacas). O dado faz parte de pesquisa da Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic), divulgada na quarta, dia 6.

Conforme a Abic, esse resultado mostra que o país ampliou o consumo interno de café em 610 mil sacas nos 12 meses considerados. O crescimento de 3,09% é ligeiramente menor do que o esperado pela indústria em suas previsões iniciais, podendo estar relacionado ao crescimento do consumo de produtos concorrentes no café da manhã.

Enquanto a penetração do café no consumo doméstico permaneceu elevada (95%), ainda que estável, outros produtos cresceram acima de 20%, como foi o caso do suco pronto (25%) e as bebidas a base de soja (29%), segundo pesquisas complementares da Kantar Worldpanel.

A pesquisa mostra, ainda, que o consumo per capita foi de 6,23 kg de café em grão cru ou 4,98 quilos de café torrado, quase 83 litros para cada brasileiro por ano, registrando uma evolução de 2,1% em relação ao período anterior. O desempenho é o maior já registrado no Brasil e é maior que os da Itália, da França e dos EUA. Segundo a indústria, os brasileiros estão consumindo mais xícaras de café por dia e diversificando as formas da bebida durante o dia, adicionando ao café filtrado consumido nos lares, também os cafés expressos, cappuccinos e outras combinações com leite.

A meta da Abic para o consumo interno atingir 21 milhões de sacas, proposta em 2004, parece que poderá ser atingida somente em 2013 ou meados de 2014. Com a economia brasileira sendo retomada em 2013 e em vista dos grandes investimentos que estão sendo feitos para os grandes eventos esportivos e as previsões de aumento do consumo das classes C, D e E, é natural que o consumo do café siga crescendo, avalia a indústria.

Tags:, ,
01 ago

Descubra quais os profissionais que mais consomem café durante o expediente

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

Pesquisa norte-americana revela que 32% dos entrevistados necessitam do café para trabalhar

Para os jovens da pesquisa, comprar um café pode ser considerado uma forma de recompensa
São Paulo – O café acompanha a sua rotina de trabalho? Segundo pesquisa do site CareerBuilder e a rede Dunkin’ Donuts, 32% dos profissionais americanos afirmam que sim. E os engenheiros estão entre os que mais precisam da bebida para encarar a rotina de trabalho.

Para chegar a essa constatação, o site e a companhia consultaram 3.661 profissionais de diferentes áreas de atuação. O resultado é que 43% deles admitem que que produzem menos caso não haja o consumo durante o trabalho.

Entre os jovens profissionais, 40%, de 18 a 24 anos confessam que eles não conseguem se concentrar sem o café. E um dado curioso: 24% dos entrevistados de 18 a 34 anos, compram um café como uma forma de recompensa por um trabalho bem feito.

No Brasil, o café é o alimento mais consumido na frente do popular arroz e feijão de todo dia, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo o levantamento, o brasileiro consome, em média, 215,1 ml de café por dia.

Confira quais são os profissionais que não abrem mão de um cafezinho durante o expediente:

Profissões
Arquitetos
Cientistas
Designers
Enfermeiras
Engenheiros
Funcionários de hotel
Funcionários públicos
Médicos
Operadores de máquinas
Preparadores de alimentos
Professores
Publicitários
Relações Públicas
Vendedores de seguros e de finanças

04 fev

Consumo per capita de café no Brasil é recorde

Publicado por Redação Blog Café Fácil 1 Comentário

O consumo per capita de café torrado no Brasil atingiu marca histórica e quebrou o grande recorde registrado há 45 anos

Em 2010, o consumo foi de 4,81 kg por habitante, volume que supera os 4,72 kg registrados em 1965 pelo IBC – Instituto Brasileiro do Café, até então o maior índice. Esse resultado parte da avaliação anual realizado pela ABIC – Associação Brasileira da Indústria de Café, com o estudo “Indicadores da Indústria de Café no Brasil/2010 – Desempenho da Produção e Consumo Interno”, elaborado pela Área de Pesquisas da entidade e que analisa dados do setor no período compreendido entre Novembro/2009 a Outubro/2010.

De acordo com Almir José da Silva Filho, presidente da ABIC, superar a marca histórica do consumo per capita era algo perseguido pela ABIC e pelas indústrias de café como “símbolo da melhoria da qualidade oferecida aos consumidores e como resultado das importantes iniciativas da nossa entidade, entre as quais sempre se destacou o Selo de Pureza, lançado em 1989”.

O consumo per capita de 4,81 kg registrado em 2010, que equivale a quase 81 litros de café por pessoa por ano, foi 3,5% maior ao registrado em 2009 (que ficou em 4,65 kg). Com isso, o consumo brasileiro se aproxima ao da Alemanha, que é de 5,86 kg por habitante/ano e já supera os índices da Itália e França, que são grandes consumidores de café. Os campeões de consumo, entretanto, ainda são os países nórdicos – Finlândia, Noruega, Dinamarca – com um volume próximo dos 13 kg por pessoa/ano.

Mercado interno cresce

A pesquisa também mostra que o consumo interno ampliou em 740 mil sacas. No período de Novembro/2009 a Outubro/2010 foram industrializadas 19,13 milhões de sacas de 60 kg, o que representa um crescimento de 4,03% em relação ao período Novembro/2008 e Outubro/2009, que havia sido de 18,39 milhões de sacas. Esta taxa é mais do que o dobro do aumento médio do consumo mundial de café.

Por outro lado, de acordo com Natal Martins, diretor da área de Pesquisa, as empresas associadas à ABIC, que participam com 68,4% do total de café torrado e moído produzido, mostraram uma evolução mais significativa ainda, de 5,93% em relação a 2009. “Esse resultado confirma as expectativas iniciais da ABIC, que eram de um crescimento de 5%, levando em conta a recuperação da economia brasileira”.

Para 2011, a ABIC projeta um crescimento de 5,0% em volume, o que elevaria o consumo para 20,27 milhões de sacas. As vendas do setor em 2010 podem ter atingido R$ 7,0 bilhões e a entidade estima que cheguem a R$ 7,5 bilhões em 2011.

“Com a economia brasileira sendo impulsionada em 2011 e as boas previsões que se fazem para o crescimento do PIB, do consumo das classes C, D e E, mais a previsão de que as classes A e B poderão crescer 50% ate 2015, é natural que o consumo do café siga crescendo”, avalia Natal Martins. Dessa forma, a meta de se ter um consumo interno de 21 milhões de sacas poderá ser atingida em 2012, “desde que a evolução se mantenha em pelo menos 5% ao ano”, salienta o diretor. Com isso, o Brasil, que já é o maior produtor e exportador de café do mundo, passaria a ser o maior mercado consumidor, posição tradicionalmente ocupada pelos Estados Unidos.

Estratégias de Mercado

Para a ABIC, os resultados favoráveis que vêm sendo obtidos decorrem da serie de estratégias adotadas pela entidade ao longo das últimas décadas, mais precisamente a partir de 1989 quando, em reação à queda do consumo per capita, que chegou a alarmantes 2,27 kg por habitante/ano, a entidade lançou o Programa do Selo de Pureza. Com esta iniciativa, a ABIC mostrava a firme decisão de reverter a queda no consumo de café por meio da oferta de melhor qualidade ao consumidor.

“O Selo de Pureza foi o primeiro programa setorial de certificação de qualidade em alimentos no Brasil. Atualmente são 1.082 marcas de café certificadas”, diz Sydney Marques de Paiva, responsável pela área de Marketing da ABIC. Nesses 21 anos de existência do programa, já foram realizadas mais de 51.000 análises laboratoriais.

Em 2004, a entidade lançou nova estratégia que impulsionaria mais ainda o mercado. Trata-se do Programa de Qualidade do Café – PQC, que hoje é o maior e mais abrangente programa de qualidade e certificação para café torrado e moído em todo o mundo. O PQC certifica e monitora 490 marcas de café, sendo que 105 são de cafés Gourmet, de alta qualidade.

Ambos os programas têm servido como importante ferramenta para estimular a produção e a oferta de cafés de melhor qualidade para os consumidores. Para Sydney Marques de Paiva, o sucesso do Selo de Pureza e do PQC é comprovado pelos resultados da pesquisa anual do setor. “Os brasileiros estão efetivamente tomando mais xícaras de café e diversificando as formas da bebida durante o dia, adicionando ao café filtrado consumido nos lares, também os cafés expressos, cappuccinos e outras combinações com leite”.

Categorias e Preços

Todas as categorias de produtos apresentaram taxas de crescimento positivas, desde o tipo Tradicional, predominante no consumo doméstico, até os tipos Superiores e Gourmet, que prevalecem no consumo fora do lar. De acordo com Nathan Herszkowicz, diretor executivo da ABIC, o segmento de cafés finos e diferenciados, embora represente a menor parte do consumo, continua apresentando taxas de crescimento de 15% a 20% ao ano.

“Impulsionado principalmente pelas cafeterias e casas de café, o segmento Gourmet correspondeu a algo em torno de 4% do mercado em 2010, ou 800 mil sacas, com uma participação entre 6% a 7% na receita, o que significa R$ 380 milhões”, informa Herszkowicz.

Com relação aos preços, pesquisas permanentes da entidade mostram que se mantiveram estáveis para os consumidores nos últimos 4 anos, com pequena elevação no decorrer do ano passado. Em Janeiro/2010 o café custava, em média, R$ 10,39/kg nos supermercados, enquanto em Dezembro/2010, o preço era de R$ 11,12/kg – uma evolução de 7,0%, acima da inflação do período.

“O café continua sendo um produto muito acessível aos consumidores, mesmo nas categorias de maior qualidade e maior valor agregado, como os cafés Superiores e Gourmet”, diz o presidente da ABIC, Almir José da Silva Filho. Ele lembra, porém, que apesar dos resultados positivos, o setor industrial, que é composto em sua maioria por pequenas e médias empresas, “passa por uma fase aguda de rentabilidade insuficiente, o que pode acelerar o processo de consolidação e concentração do setor”.

O estudo completo poderá ser acessado aqui.

04 maio

TOP 50 – Os maiores consumidores de café per capita do mundo

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

1. Finland: 608.2

2. Norway: 322.6

3. Denmark: 180.6

4. Germany: 145.9

5. Slovakia: 144.6

6. Czech Republic: 142.8

7. Sweden: 139

8. United: Kingdom: 134.7

9. Canada: 125.6

10. Greece: 116.2

11. Slovenia: 110.9

12. Poland: 107.3

13. Australia: 107.2

14. Belgium: 106.4

15. Costa Rica: 105.9

16. U.S. 105.9

17. Switzerland: 105

18. France: 91.5

19. Georgia: 90.2

20. Netherlands: 89.1

21. New Zealand: 88.3

22. Romania: 85.9

23. Spain: 85.4

24. Austria: 78.7

25. Singapore: 76.1

26. Algeria: 68.9

27. Lithuania: 64.7

28. Bosnia and Herzegovina: 60.7

29. Russia: 60.3

30. Macedonia: 58.2

31. Estonia: 58

32. Guatemala: 55

33. Israel: 54.6

34. Uruguay: 53.2

35. Dominican Republic: 52.2

36. Ireland: 52

37. Brazil: 50.1

38. Belarus: 47.6

39. Philippines: 47.2

40. Japan: 43.6

41. Venezuela: 36.6

42. Ukraine: 32.8

43. Turkey: 32.6

44. Italy: 31.8

45. Chile: 30.9

46. Colombia: 30.7

47. Saudi Arabia: 30.4

48. Latvia: 30.3

49. Tunisia: 29.7

50. Hungary: 27.3

Data: Euromonitor

Tags:,
16 abr

A história do café é marcada por interessantes acasos e coincidências.

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

Sua origem é estimada em cerca de mil anos e está associada aos árabes, que primeiro cultivaram a fruta. A região de Kafa, no Oriente Médio, parece ser o berço do café, tendo inclusive emprestado seu nome à bebida.

Mas interessante mesmo são os primeiros registros acerca do café, nos quais podemos perceber como a observação dos animais inspira nosso cotidiano.

Tudo começou na Etiópia, quando um pastor percebeu que suas cabritas gostavam de comer certo fruto pequenino, vermelho e arredondado. Estas mesmas cabritas se mostravam mais espertas e resistentes depois de comê-lo.

Quando o pastor resolveu experimentar as frutas (esmagou-as com manteiga e fez uma pasta), conheceu os efeitos estimulantes do café. A versão bebida, porém, vem dos árabes.

Isto foi no século XV. Com o passar do tempo, o café seria não só saboreado, como estudado em seus efeitos estimulantes e revigorantes.

Através do comércio dos árabes com os europeus, o consumo do café foi se ampliando e, com as grandes navegações, chegou às Américas Central e do Sul.

Cheap football shirts click:
cheap football kits
cheap football shirts
cheap football tops
Cheap AC Milan football shirts
Cheap England football shirts

cheap Arsenal football shirts  |
cheap Manchester City football shirts  |
cheap Liverpool football shirts  |
cheap Manchester United football shirts  |
cheap Manchester United football shirts  |
cheap Juventus football shirts  |
cheap Real Madrid football shirts  |
cheap PSG football shirts  |
cheap Borussia Dortmund football shirts  |
cheap Italy football shirts  |
cheap Germany football shirts  |
cheap Germany football kits  |
cheap Portugal football shirts  |
cheap Real Madrid football shirts  |
cheap France football shirts  |
cheap France football shirts  |
cheap Scotland football shirts  |
Buy Philips sonicare toothbrush heads click: philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush  | sonicare toothbrush heads  | best electric toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | kids toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | replacement toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | Quality sonicare toothbrush heads for sale. |
IT Zertifizierung click: Cisco 700-101 Antwort  | IBM c2010-657 Zertifizierungsprfung  | Oracle 1Z1-117 Antwort  | Oracle 1Z1-511 Prfung  | Cisco 200-125 Zertifizierung  | Cisco 350-080 Zertifizierung  | Cisco 300-135 Zertifizierungsprfung  | Microsoft 070-121 Prfung Frage  | 642-874 Zertifizierung  | 070-346 fragen  | 200-125 fragen  | Oracle 1Z0-144 Zertifizierung  | http://www.exam-qa.de/  | Cisco 300-135 Prfung  | Oracle 1Z0-147 Prfung Antwort  | 642-871 Frage und Antwort  | Microsoft 70-412 Zertifizierungsprfung  | Microsoft 70-315 Prfung Fragen  | Cisco 640-911 Zertifizierung  | IBM 000-106 Frage  | Microsoft 070-121 Prfung  | Microsoft 70-413 Prfung  | Microsoft 70-270 Fragen  | 300-101 Frage und Antwort  | Prfung 200-310  | Prfung 400-101  | 1Y0-201 Zertifizierungsfragen  | Prfung 210-060  | 1V0-601 Zertifizierungsfragen  | Prfung Cisco 640-916  | Prfung 200-105  | Prfung CISSP  | Microsoft 70-515 Prfung dumps  | Cisco 700-501 Zertifizierungsprfung  | Prfung 200-105  | Prfung 300-101  | Prfung 2V0-621D  | Prfung 300-135  | Prfung 300-115  | Prfung 400-051  | Prfung 210-065  | Prfung 100-105  | Prfung 300-320  | Prfung 210-260  | Prfung 300-115  | 210-065 Prfung  | 810-403 fragen  | 101-400 Zertifizierung  | 070-270 Zertifizierung  | Zertifizierung 600-455  | 640-916 Zertifizierung  | Zertifizierung cog-615  | 3101 fragen  | Microsoft 70-411 Zertifizierung  | Cisco 350-030 Zertifizierung  | Cisco 350-030 Zertifizierung  | IBM c2010-652 Frage und Antwort  | 350-020 fragen  | 100-105 fragen  | Microsoft 74-679 Zertifizierung  | OG0-093 Zertifizierung  | 300-075 fragen  | 000-102 fragen  | 000-605 fragen  | 200-125 Zertifizierung  | 640-822 fragen  | 640-460 Zertifizierung  | Cisco 200-125 Frage  | Microsoft 70-178 Zertifizierung  | IT Exam Frage und Antwort.