nome blog

Blog Café Fácil - O melhor conteúdo sobre Soluções em Café
19 nov

Espécies de Café

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

 

Já escrevemos no Seu Cafezinho sobre aquele inusitado grão de café, que mesmo sendo bem diferente do comum, se tornou o mais caro do mundo. Pois é, o Kopi Luwak é produzido através das fezes daquele bichinho bem estranho e, mesmo assim, é bastante requisitado ao redor do mundo. Obviamente ele não é o único. Existem dois tipos de grãos que são os mais comuns tanto aqui no Brasil, como nos outros principais polos cafeeiros mundiais.

A Coffea arabica é uma espécie originária da Etiópia. Foi a primeira a chegar ao Brasil. No século XVIII, foi trazida clandestinamente a sua primeira muda. Seus cafés são de melhor qualidade, mais requintados, finos e ricos em sabor. Conta com inúmeras variações de corpo e acidez. Necessita de 800 metros de altitude para ser cultivado. Por razões climáticas se fixou de vez no país.

Como em qualquer família, existem os mais ricos e os mais pobres. O primo pobre, neste caso, é a Coffea robusta. Natural da África Ocidental, é cultivada principalmente aqui no Brasil e em países como Vietnam, Índia e Indonésia, além de alguns africanos, claro. Diferentemente da arabica, não possui variações de sabor e pode ser cultivada ao nível do mar. É um sabor único, que é bastante utilizado em cafés solúveis. Sua produção é bem mais barata.

Essas duas espécies definitivamente não chegam aos pés da Kopi Luwak em ousadia, mas mesmo assim, fazem do Brasil um dos maiores produtores de café no mundo!

por Cafeteria NG

17 out

Fezes de mamífero aromatizam o café mais caro do mundo, Kopi Luwak

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

Fezes de mamífero aromatizam o café mais caro do mundo

EFE | TERRA NOTICIAS – Uma receita original que contém fezes de um pequeno mamífero, a civeta, alimentada com grãos de café, é usada na Indonésia para elaborar o Kopi Luwak, considerado o café mais caro do mundo.

A origem da produção do Kopi Luwak (café de civeta, em indonésio) é ainda um mistério, mas o processo, realizado principalmente nas ilhas de Sumatra, Java e Bali, se baseia em alimentar os animais com os frutos das plantas de café e depois recolhê-los das fezes do mamífero.

O resto da tarefa é feito pelos empregados das empresas produtoras, incluindo a limpeza do grão de café do tipo arábico ou robusta e em seguida os processos de tostá-los e moê-los.

"A civeta não chega a digerir todo o grão de café maduro, as enzimas de seu estômago o modificam e fornecem características que o tornam único", explicou à Agência Efe Dwija Wati, trabalhadora de uma produtora de Kopi Luwak do norte de Bali.

O metabolismo do mamífero é capaz de aproveitar a polpa da baga, mas a semente não é digerida e então é devolvida, mais rica, à terra.

Wati acrescenta que a civeta tem "essa capacidade especial, por isso o processo não pode ser feito com outros animais".

No entanto, o ritmo de produção é lento. Cada civeta é capaz de digerir por dia uma média de 25 grãos e essa é a razão principal pela qual o quilo de Kopi Luwak custa US$493 na Indonésia e o preço aumente fora do país.

"O resto dos custos são baixos porque encontramos as civetas na floresta, as trazemos para a plantação e as alimentamos com grãos de café e fruta, mas precisam de muito tempo para produzir cem gramas", detalhou Wati.

Rodeados de terraços de arroz e templos hinduístas, mais de 25 cafezais do norte da ilha de Bali se dedicam a produzir Kopi Luwak, apesar disso "a produção total nacional não chega nem aos 1.500 kg", disse a jovem especialista.

No passado, os produtores recolhiam os sedimentos das civetas na floresta, no entanto, há alguns anos a maioria conta com fazendas onde mantêm os animais enjaulados, uma medida que propiciou o sucesso deste tipo de café.

Para que os visitantes compreendam o difícil processo que há por trás de sua xícara de café, muitas fazendas como a de Wati permitem visitas às civetas, assim como alimentá-las com grãos para ver como escolhem as melhores. Os visitantes também têm a oportunidade de contemplar os sedimentos cheios de grãos de café e observar o processo de limpeza e de tosta.

"Deste modo, apreciam melhor nosso trabalho", disse.

O café, de forte aroma e intenso sabor com pitadas de caramelo e baunilha, fez sucesso entre os paladares mais apurados dos países europeus, Japão e dos Estados Unidos, no entanto, na Indonésia não faz muito sucesso entre a maioria dos consumidores.

Embora o principal mercado continue sendo o local, quase todas as pequenas empresas que se dedicam a produzir este café procuram aumentar sua exportação, já que no país asiático uma xícara custa cerca de US$ 6, enquanto nas capitais de outros países do mundo seu preço oscila entre US$74 e US$123.

Gusti, um hoteleiro da cidade balinesa de Ubud, explicou à Efe que o café "é caro demais" para os salários indonésios, motivo pelo qual a imensa maioria das cafeterias do país não o oferecem a seus clientes, e que, além disso, o sabor é muito forte.

"Ao contrário dos estrangeiros, os indonésios preferem comer pimenta e beber doce. Eu prefiro tomar café mais normal, para mim é amargo demais", argumentou.

02 mar

Os exóticos cafés mais caros do mundo são obtidos a partir de fezes e cuspes

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

Pode parecer estranho e até mesmo nojento, mas os cafés mais caros do mundo são obtidos a partir de fezes e cuspes

 

Você é um grande apreciador de café? Conhece os mais variados tipos? Gosta também de coisas exóticas? Então provavelmente deve conhecer o Kopi Luwak.

Este tipo de café é produzido nas Filipinas e na Indonésia e é considerado uma iguaria, vendido a peso de ouro. Deve ser maravilhoso, não? Sim, é. Mas qual seria sua reação ao saber que ele é obtido a partir das fezes de civetas? Isso mesmo, fezes!

As civetas são um tipo de gato selvagem encontrado no sudeste asiático. Esse animal é conhecido por apreciar frutos maduros e saborosos dos pés de café daquela região. As fezes das civetas, em regiões produtoras, são formadas basicamente por sementes de café não digeríveis pelo animal. Nesse caso, o que faz desse café especial é o processo digestivo e fermentativo que ele sofre.

O quilo do Kopi Luwak é vendido por aproximadamente US$ 500 e sua bebida é descrita com sabor aveludado, achocolatado e livre de qualquer sabor amargo residual. O consumo crescente desse café faz com que ele seja considerado ouro por certos produtores. A questão mais delicada em sua produção, atualmente, está na crescente criação de civetas em cativeiro.

Iguaria nacional!

Com a globalização, a notícia de grãos retirados de fezes de gatos silvestres já não aparecem como uma grande novidade no mundo das bebidas exóticas, certo? A exposição dessa iguaria em filmes de Hollywood e reportagens já é corriqueira.

Contudo, você já imaginou tomar um café feito com os grãos tirados das fezes de uma ave? Este café também existe, e é produto genuinamente brasileiro. Trata-se do “Café do Jacu”, que é produzido em Domingos Martins, no Espírito Santo. Esse estado brasileiro é conhecido mundialmente como o maior produtor de café robusta do Brasil, levando o País à posição de segundo maior produtor dessa espécie. 

A civeta é um tipo de gato selvagem encontrado no sudeste asiático. Este animal, assim como o Jacu, costumam comer os frutos mais maduros e saborosos do café

Infelizmente, como ocorre com a maioria dos produtos de alto valor agregado, esse tipo de café é vendido principalmente para o mercado estrangeiro. A maior parte da produção segue para cafeterias de Tóquio, Londres, Los Angeles, São Francisco e outras cidades do mundo. No Espírito Santo, existe apenas uma casa especializada na capital, Vitória, e outras duas em Pedra Azul que o comercializam.

Da mesma forma que o Kopi Luwak, os grãos do Café do Jacu são colhidos das fezes da ave Jacu, que come os melhores frutos do cafeeiro, aqueles sem defeito e completamente maduros. O Jacu, descrito pela primeira vez em 1870, é uma espécie de ave grande, de topete pardo-avermelhado e faixa superciliar esbranquiçada contrastante com a sobrancelha negra, a qual se alonga em uma listra ao redor da região auricular e da garganta. Essas aves são encontradas geralmente em matas entremeadas de campos e matas secas do oeste de Minas Gerais, Espírito Santo, Goiás e ao leste do Mato Grosso.

Civeta e Jacu, de ameaça a lucro

O surgimento desse café também tem muito a ver com o Kopi Luwak. Foi através do sucesso deste último no mundo que um produtor do Espírito Santo fez um teste com as fezes do Jacu. Segundo ele, o Jacu sempre foi considerado uma ameaça para o lucro dos cafeicultores, pois, em certos cafezais, eles chegavam a comer até 10% da produção. Mas o mundo dá voltas, e o Jacu, como a civeta, passou de vilão a herói.

Antes vilões das plantações de café, Jacu e Civeta
passaram a ser valorizados pelos produtores

O Café do Jacu é vendido atualmente por aproximadamente R$ 240 o quilo. Alguns provadores descrevem esse café como equilibrado, além de deixar um ótimo sabor na boca. A primeira produção ocorreu em 2006, porém poucos quilos foram obtidos. Já em 2008, a produção atingiu aproximadamente 150 quilos.

Café cuspido de macaco?

Um terceiro tipo de café exótico que vem ganhando os holofotes do mundo é produzido na vila de Zhanghu, em Taiwan. Um pequeno cafeicultor percebeu que os macacos existentes na região eram grandes consumidores dos frutos mais saudáveis de suas produções. Entretanto, ao contrário de outros fazendeiros, que os consideram uma praga, o fazendeiro notou que os mesmos aproveitam o exterior suculento das frutas vermelhas e descartam os grãos, que causam indigestão. Assim, diferente do Kopi Luwak e do Café do Jacu, os grãos não são excretados, mas cuspidos.

Visitantes de várias partes de Taiwan e do mundo vão à vila de Zhanghu para apreciar o novo tipo de café. De acordo com o produtor e alguns apreciadores, esse café é mais doce e apresenta uma nota de baunilha em seu aroma. O preço é cerca de US$ 100 por quilo. Se interessou em provar?

Da Redação do Blog Café Fácil com  Juliano Ribeiro

31 jul

Exótico e raro, Jacu Bird começa a ser vendido na Cafeteria do Museu, no Centro Histórico de Santos

Publicado por Redação Blog Café Fácil 2 Comentários

No local, o consumidor também pode degustar o Blend da Cafeteria e os cafés especiais Alta Mogiana, Cerrado de Minas, Sul de Minas, Chapadão de Ferro, Orgânico e o Bourbon Amarelo Premium

Um dos mais raros e exóticos cafés do País, o Jacu Bird Coffee começará a ser vendido, a partir desta segunda-feira (2/08), na Cafeteria do Museu, localizada no Museu do Café, no edifício da Bolsa Oficial, no Centro Histórico de Santos.

Cultivado na fazenda Camocim Organic, na região de Pedra Azul, no município de Domingos Martins, no Espírito Santo, o Jacu Bird surpreendeu até os melhores especialistas em degustação do País e já conquistou o paladar dos apreciadores de café de várias partes do mundo – tanto que a maior parte da produção é vendida para as melhores cafeterias de Tóquio, Londres, Los Angeles e São Francisco.
Mas o que torna esse café tão raro e especial? Seu processo é diferente dos tradicionais. Os grãos do Jacu Bird são colhidos das fezes do jacu, uma ave nativa da Mata Atlântica que come os melhores frutos do cafeeiro, aqueles sem defeito e completamente maduros. Segundo especialistas, o trato digestivo do animal produz significativas mudanças nas sementes.

Colhidos manualmente pela equipe da fazenda, os grãos depositados pelos animais nos pés de café são secos, limpos e armazenados. Após um período de descanso, o café é torrado para consumo, proporcionando uma bebida única e incomparável, com um sabor suave, acidez marcante e aromas frutais e florados.

O  processo do Jacu Bird é semelhante ao do café mais caro e raro do mundo – o Kopi Luwak –, da Indonésia, produzido a partir dos grãos encontrados nas fezes do civeta, um tipo de gato selvagem.

Na Cafeteria do Museu, o Jacu Bird será vendido nas formas de expresso (R$ 12,00 a xícara) e moído (R$ 86,00 cada 250 gramas).

21 jul

Kopi Luwak: o café mais caro do mundo

Publicado por Redação Blog Café Fácil Comentários

O Kopi Luwak, café mais raro e caro do mundo, é produzido de forma muito curiosa na Indonésia. O gato-de-algália (que mais parece uma raposinha) come os frutos mais maduros e doces da planta. Após passarem pelo sistema digestivo do animal e sair nas suas fezes, os grãos são lavados, torrados artesanalmente e moídos. Estudiosos afirmam que a bebida não apresenta nenhum risco à saúde humana.

São produzidos apenas 450 quilos do Kopi Luwak por ano. Por isso, o quilo custa mais de US$ 440. Além de raro, o café fabricado à base de grãos recolhidos das fezes do Luwak apresenta um sabor diferenciado, já que os grãos passam por um processo natural de fermentação no aparelho digestivo do animal.

Não existem registros precisos sobre a história do Kopi Luwak, mas acredita-se que a origem data de cerca de 200 anos atrás, quando os colonizadores holandeses iniciaram plantações de café nas ilhas de Java, Sumatra e Sulawesi, onde hoje é a Indonésia. O seu nome “Kopi Luwak” vem da palavra bahasa (indonésia) para “café” e de “luwak”, um pequeno primata asiático que selecciona com os seus critérios, os grãos de café que lhe são apresentados, para os comer. Os preparadores recolhem depois das fezes do “Luwak” cada grão de café, lavam-nos cuidadosamente e produzem assim aquele que os especialistas consideram o melhor café do mundo. Os grãos conhecem uma pequena fermentação natural no estômago dos “Luwak”, o que lhes confere um sabor levemente achocolatado.

Dica Café Fácil –

Consumidor não se deixe enganar com cafeteiras semi expresso, não existe o meio termo ou é ou não é café expresso.
Se você deseja saber mais entre em contato conosco pelo Ligue regiões metropolitanas 4003 0092 para o Brasil 0800 941 9012  ou  Clique Aqui!

Conheça uma maquina ideal para sua empresa ou restaurante.

Cafeteira Expresso Automática Orion Espressione

 

Buy Philips sonicare toothbrush heads click: philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush  | sonicare toothbrush heads  | best electric toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | kids toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | replacement toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | sonicare toothbrush heads  | philips sonicare toothbrush heads  | Quality sonicare toothbrush heads for sale. |
IT Zertifizierung click: Cisco 700-101 Antwort  | IBM c2010-657 Zertifizierungsprfung  | Oracle 1Z1-117 Antwort  | Oracle 1Z1-511 Prfung  | Cisco 200-125 Zertifizierung  | Cisco 350-080 Zertifizierung  | Cisco 300-135 Zertifizierungsprfung  | Microsoft 070-121 Prfung Frage  | 642-874 Zertifizierung  | 070-346 fragen  | 200-125 fragen  | Oracle 1Z0-144 Zertifizierung  | http://www.exam-qa.de/  | Cisco 300-135 Prfung  | Oracle 1Z0-147 Prfung Antwort  | 642-871 Frage und Antwort  | Microsoft 70-412 Zertifizierungsprfung  | Microsoft 70-315 Prfung Fragen  | Cisco 640-911 Zertifizierung  | IBM 000-106 Frage  | Microsoft 070-121 Prfung  | Microsoft 70-413 Prfung  | Microsoft 70-270 Fragen  | 300-101 Frage und Antwort  | Prfung 200-310  | Prfung 400-101  | 1Y0-201 Zertifizierungsfragen  | Prfung 210-060  | 1V0-601 Zertifizierungsfragen  | Prfung Cisco 640-916  | Prfung 200-105  | Prfung CISSP  | Microsoft 70-515 Prfung dumps  | Cisco 700-501 Zertifizierungsprfung  | Prfung 200-105  | Prfung 300-101  | Prfung 2V0-621D  | Prfung 300-135  | Prfung 300-115  | Prfung 400-051  | Prfung 210-065  | Prfung 100-105  | Prfung 300-320  | Prfung 210-260  | Prfung 300-115  | 210-065 Prfung  | 810-403 fragen  | 101-400 Zertifizierung  | 070-270 Zertifizierung  | Zertifizierung 600-455  | 640-916 Zertifizierung  | Zertifizierung cog-615  | 3101 fragen  | Microsoft 70-411 Zertifizierung  | Cisco 350-030 Zertifizierung  | Cisco 350-030 Zertifizierung  | IBM c2010-652 Frage und Antwort  | 350-020 fragen  | 100-105 fragen  | Microsoft 74-679 Zertifizierung  | OG0-093 Zertifizierung  | 300-075 fragen  | 000-102 fragen  | 000-605 fragen  | 200-125 Zertifizierung  | 640-822 fragen  | 640-460 Zertifizierung  | Cisco 200-125 Frage  | Microsoft 70-178 Zertifizierung  | IT Exam Frage und Antwort.